Greve compromete abastecimento e preços disparam

O sábado amanheceu sem combustíveis na maioria dos postos de Araçatuba. Alguns estabelecimentos, que são marcados pelo  intenso movimento, estavam com as bombas cercadas. Proprietários e funcionários demonstravam preocupação por não saberem quanto o atendimento vai ser restabelecido dentro da normalidade. Nos supermercados a situação não é diferente. Vários produtos já começam a ter baixa oferta e com isso o preço dispara. Um funcionário de grande supermercado local disse ontem que “faz quatro dias que não descarrega um caminhão”. Isso começa a comprometer o abastecer.

Nos postos que havia algum tipo de combustível, o movimento não era tão intenso. Era pequenas filas. Alguns aproveitaram para aumentar o faturamento, chegando a cobrar R$ 4,84 o litro da gasolina. Na Marcílio Dias, um posto que vem tendo fila desde quinta-feira, vem mantendo o preço de R$ 4,249 para gasolina e R$ 2,749 o etanol. Teve posto que aproveitou o momento e chegou a cobrar R$ 5,49 o litro da gasolina.

MERCADO
Em um supermercado de Araçatuba a batatinha (batata inglesa) desapareceu da gôndola. E a cebola disparou o preço. Na quinta-feira, o quilo da cebola custava R$ 4,58. Na sexta-feira er R$ 4,98 e no sábado, R$ 6,98.

Antônio Crispim

você pode gostar também