Justiça condena mais cinco pela morte de policial

A Justiça de Três Lagoas condenou na quarta-feira (23), mais cinco acusados de matar o ex-policial militar Otacílio Pereira de Oliveira (60 anos), assassinado a tiros, em 2013 no munícipio. Essa é a terceira fase do julgamento que condenou outros seis envolvidos nos últimos dias, 8 e 21 de maio.

O julgamento foi realizado no Fórum de Três Lagoas e durou pouco mais de 10 horas.
Foram condenados por organização criminosa e homicídio qualificado, Thiago Cintas Bertalia a 6 anos de prisão, Fabrício da Silva Almerindo dos Santos a 4 anos, Ivan Verdugo Maciel a 6 anos, Fernando Rodrigues Monteiro e Jhonatan dos Santos Avelino a 5 anos de prisão cada.

Mais sete envolvidos no crime serão julgados na quarta e última fase do processo marcado para o dia 30 de maio.

ARMADILHA
Otacílio Pereira de Oliveira era policial militar da reserva e atuava como moto taxista. Ele foi executado na noite de 6 de março de 2013, quando chegava em casa em uma motocicleta. A mulher da vítima disse à polícia ter ouvido o barulho e encontrou o policial ferido pelos tiros. Antes de morrer, Otacílio contou para a esposa que havia sido atacado por quatro pessoas.

Segundo relatos de testemunhas, Oliveira foi abordado por quatro homens em um carro. Eles atiraram e, em seguida, fugiram do local. Nenhum objeto foi roubado do veículo e nem da casa da vítima.

O assassinato foi a mando de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios. A ordem era para que os integrantes executassem policiais em Três Lagoas, com o intuito de demonstrar a força da organização criminosa.

Da Redação

você pode gostar também