Vândalos invadem escola municipal em Araçatuba

Mais uma escola municipal de Araçatuba foi alvo de vândalos. Desta vez, o crime ocorreu na Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Caic Romona Martin Coelho, no bairro Ezequiel Barbosa.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, funcionários da instituição de ensino chegaram para trabalhar e perceberam que indivíduos desconhecidos pegaram o extintor de incêndio e usaram todo o material no pátio da escola. Logo em seguida, os autores abandonaram o objeto em cima da laje de uma sala de aula e fugiram.

Equipes da Guarda Municipal foram acionadas e estiveram no endereço, localizado na rua Fundador Paulino Gato e não constataram nenhum arrombamento de portas, o que leva a crer que os bandidos tenham pulado um dos muros para ter acesso à instituição.

O caso foi registrado como dano ao patrimônio público na Central de Flagrantes e um inquérito foi aberto pelo terceiro distrito policial do município para dar andamento às investigações. A Polícia Civil requisitou perícia técnica e um laudo deverá ficar pronto nos próximos dias.  A escola não conta com câmeras de segurança.

OUTROS CASOS

Por conta dos aumentos de furtos e casos de vandalismos nas escolas municipais, a Prefeitura de Araçatuba estuda medidas para tentar inibir a ação dos autores. Uma delas é a contratação de mais guardas municipais, para assim, aumentar a ronda em locais públicos. O Executivo já está com o edital pronto de um novo concurso público para a contratação de agentes e deverá lançá-lo ainda neste ano.

Além disso, a administração municipal estuda um projeto para a abertura de uma licitação, a fim de instalar câmeras de monitoramento nas escolas. “A Prefeitura está realizando um projeto técnico para licitar a instalação de câmeras de monitoramento para todas as escolas”, informou.

No mês passado, um projeto do vereador Denilson Pichitelli (PSL) que obriga a Prefeitura a instalar câmeras de segurança em todas as escolas municipais da cidade chegou a ser colocado na Ordem do Dia, durante sessão na Câmara Municipal, mas foi retirada da pauta a pedido do próprio parlamentar. Não há data prevista para quando a votação irá ocorrer.

você pode gostar também