Bom Prato irá mais que dobrar refeições a preços populares

A Prefeitura de Araçatuba espera aumentar em até 500%, ainda neste ano, a quantidade de refeições servidas por dia a preços populares para a população de baixa renda. A medida será possível com a implantação do programa estadual Bom Prato, no município. Segundo a secretária municipal de Assistência Social, Maria Cristina Domingues, a expectativa é servir 1,2 mil pratos no almoço e ainda 300 cafés da manhã, diariamente, nos valores de R$ 1 e R$ 0,50, respectivamente. Hoje, no Restaurante Popular, oferecidos, de segunda a sexta-feira, 200 refeições.

Ontem de manhã, durante a visita do governador Márcio França (PSB) a Araçatuba, Prefeitura, Estado e a organização Aelesab (Programas de Interação e Assistência Social à Criança e Adolescente) assinaram termo de colaboração para a implantação do Bom Prato na cidade. A expectativa do governo estadual é inaugurar o serviço no próximo mês. Mas as entidades parceiras precisam correr contra o tempo.

Antes, é preciso fazer uma série de adequações no imóvel onde funciona o restaurante popular atualmente, na rua Baldissera, bairro São Joaquim. A previsão de investimento, todo oriundo dos cofres estaduais, é no valor de R$ 280 mil. Os serviços incluem colocação de lay-out, pintura e mudanças de balcão, em modelos já adotados em outras cidades do Estado onde o serviço também funciona. Durante a reforma, o restaurante ficará fechado. Feito isso, o local estará pronto para atender as pessoas que precisam.

No total, o Estado investiu R$ 1,2 milhão na unidade em Araçatuba. Desse total, mais de R$ 242 mil foram para a implantação e mais de R$ 977 mil para o custeio das refeições no período de aproximadamente dez meses. O investimento da Prefeitura foi de R$ 273 mil para custear refeições durante o mesmo intervalo de tempo.

“Isso (o Bom Prato) vai ser muito bom, vai melhorar muito a vida de muitas pessoas que poderão usufruir do atendimento da refeição ao custo de R$ 1”, disse a secretária Maria Cristinaa, ao falar do programa.

Ainda ontem, ela acompanhou o secretário estadual do Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento, ao restaurante. A visita teve também a presença da vice-prefeita Edna Flor (PPS). Ao falar com a imprensa, Edna procurou destacar a expansão do atendimento. “Esse número será suficiente para atender as pessoas independentemente de cadastro. É um projeto de segurança alimentar, que vai atender pessoas cadastradas nos serviços de assistência social, mas também nossa comunidade”, destacou a vice.

HISTÓRICO

O Bom Prato foi criado há 17 anos e serve, nos dias úteis, 89 mil refeições. Desde a sua implantação, já foram investidos mais de R$ 558 milhões. Hoje, há 53 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na Capital, nove na Grande São Paulo, seis no Litoral e 16 no Interior.

ARNON GOMES – Araçatuba

você pode gostar também