Três adolescentes são apreendidos com maconha, crack e cocaína

Três adolescentes de 17 anos foram apreendidos em ocorrências distintas de tráfico de drogas durante a noite de terça-feira (08) e a madrugada de quarta-feira (09) em Araçatuba.

O primeiro caso ocorreu no início da noite na rua Aimoré, no bairro Aviação. Uma equipe da Força Tática, da Polícia Militar, fazia patrulhamento de rotina quando avistou o adolescente andando de bicicleta. Ele demonstrou certo nervosismo e por isso acabou abordado pelos policiais.

Na revista pessoal, os PMs encontraram dez reais em dinheiro e algumas porções de drogas. Já na casa dele, localizada bem próxima ao local da abordagem, as equipes encontraram no total 29 porções de maconha, além de seis pedras de crack escondidas no quarto da mãe do infrator. Ele confirmou a propriedade do entorpecente e foi encaminhado até a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento.

TRÊS HORAS DEPOIS

Por volta das 20h30, outra equipe da Polícia Militar fazia patrulhamento preventivo por ruas do residencial Águas Claras, zona norte da cidade, quando viu um menor dentro de um pasto no cruzamento das ruas Carlos Berger com a Wilson Fernando Mendes. A situação levantou suspeitas dos policiais, que decidiram fazer a abordagem.

Na revista pessoal foram localizados 30 pinos contendo cocaína, além de dez reais em dinheiro. O suspeito confessou em depoimento que vendida cada microtubo pelo valor de dez reais.

MADRUGADA

Já a madrugada de quarta-feira (09), policiais militares estavam pela rua José Trevisan Bacelar, no bairro Atlântico 1 quando viram um adolescente em atitude suspeita. Ao ver a viatura, o menor tentou fugir correndo, mas foi abordado alguns minutos depois. Ele estava acompanhando de outro menor, porém nada de ilícito com ele foi encontrado, por isso acabou liberado.

Já o outro rapaz carregava R$ 30 em dinheiro e 25 porções de maconha. O entorpecente estava escondido na bermuda do jovem e o restante dentro da residência em mora, na mesma rua em que foi abordado.

Todos os três adolescentes permaneceram apreendidos pela Polícia Civil e seriam apresentados ao promotor da Vara da Infância e Juventude.

você pode gostar também