Escolas da região aparecem em relatório que cita falhas na entrega de materiais

Sete escolas estaduais, de diferentes cidades da região de Araçatuba, são citadas em relatório divulgado ontem pelo TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) que aponta falhas na entrega de materiais escolares e uniformes na rede pública de ensino no início deste ano.

De acordo com o documento, divulgado ontem, os estabelecimentos educacionais estão localizados nos municípios de Araçatuba, Bilac, Birigui, Castilho, Murutinga do Sul, Turiúba e Valparaíso. Elas fazem parte de um conjunto de 163 escolas estaduais ou municipais de 144 cidades paulistas fiscalizados. O balanço feito pela corte de contas traz, no entanto, resultados genérios. Os dados individuais ainda serão divulgados.

PRINCIPAIS PROBLEMAS

Segundo o tribunal, entre as irregularidades encontradas, estão produtos e roupas usados pelos estudantes entregues após o início do ano letivo, livros guardados em lugares inapropriados e ausência de controle na distribuição de apostilas, cadernos, lápis e canetas.

Em relação aos livros didáticos, 17% das escolas vistoriadas não haviam feito a entrega ou a distribuição ocorreu somente após o começo das aulas. O órgão ainda apurou que, em 13% das unidades educacionais, os livros estavam armazenados em lugares inadequados – chão e estacionamento de veículos, por exemplo.

Quanto às vestimentas dos alunos, o levantamento apresenta um dado preocupante. Em 95% dos casos, camisetas, bermudas, saias, calças e agasalhos não haviam sido entregues ou foram distribuídos após o início das aulas. Nesse campo, as fiscalizações apontaram que, em apenas 21% das escolas, os alunos estavam vestindo os uniformes, enquanto em 21% delas o controle de entrega não aconteceu.

ORGANIZAÇÃO

O Tribunal de Contas informou ainda que a fiscalização que verificou o fornecimento de materiais, livros e uniformes nas escolas públicas foi feita em 26 de abril por 163 agentes de fiscalização no interior, no litoral e na região metropolitana de São Paulo.

Outro documento, com dados segmentados e regionalizados, será encaminhado aos Conselheiros Relatores dos processos das contas ligados às entidades fiscalizadas.

Arnon Gomes – Araçatuba

você pode gostar também