500 mil veículos devem passar pelas rodovias da região no feriado

Para muita gente o feriado prolongado do dia primeiro de maio, Dia do Trabalho, já começou. Hora de descansar e colocar o pé na estrada, já que em muitos casos as pessoas conseguiram uma folga na segunda-feira (30). O fluxo de veículos nas principais rodovias da região deve aumentar até 30% no período. Aproximadamente 500 mil veículos devem passar pelos trechos. Por isso, a Polícia Rodoviária Estadual já deu início à “Operação do Dia do Trabalho 2018”, que termina somente às 23h59 de terça (01).

O foco prioritário dos trabalhos, segundo a polícia, está na prevenção criminal, mas será intensificada a fiscalização dos limites de velocidade, embriaguez, ultrapassagens proibidas, uso de cintos de segurança, assentos infantis e o uso de capacetes para motociclistas, entre outras infrações de trânsito. “O policiamento rodoviário permanecerá em regime especial de trabalho, com redução de folgas e emprego do efetivo administrativo, potencializando a ação ostensiva, atuando de forma estratégica, em dias, horários e locais conforme o volume de tráfego e índices de vulnerabilidade”, informou a polícia.

TRÁFEGO
O feriado prolongado deve aumentar o fluxo de veículos nas principais rodovias da região. Na Marechal Rondon (SP-300), a estimativa da concessionária que administra a via é de que 330 mil veículos passem pelo trecho entre Bauru e Castilho durante os cinco dias de descanso. O número é 10% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Já na rodovia Transbrasiliana (BR-153), 154 mil veículos deverão trafegar pelo trecho paulista no feriado do Dia do Trabalho. Além disso, é esperado um aumento de até 30% no tráfego da rodovia Assis Chateaubriand (SP-425).

SEGURANÇA
A Polícia Rodoviária alerta para alguns cuidados que o motorista deve ter antes de pegar o carro e viajar. É sempre importante planejar com antecedência, verificando os pontos de parada e abastecimento, bem como as condições e documentação do veículo. Além disso, o motorista deve manter distância segura do veículo a frente e nunca fazer ultrapassagens em locais proibidos.

Em razão do reflexo causado pelas gotículas d’água, nunca usar o farol alto em locais com neblina, pois a reflexão da luz ofusca a visão, reduzindo a visibilidade. “ Os policiais rodoviários fiscalizarão o consumo de bebidas alcóolicas ou de substâncias de efeitos análogos. O motorista que for flagrado dirigindo sob a influência de álcool poderá ser penalizado com multa de R$ 2.934,70, a retenção do veículo e a suspensão do direito de dirigir por doze meses, além de responder criminalmente pela sua conduta, dependendo da circunstância em que for flagrado”.

Vitor Moretti

você pode gostar também