Barba e cabelo fazem parte do estilo e da estética da pessoa

Barbeiro ou cabeleireiro? Salão ou barbearia? Estas são perguntas feitas ultimamente, quando as “antigas” barbearias estão voltando repaginadas. Para o barbeiro e professor de barbearia, Alexandre Berbel Paupitz, este movimento começou em 2013, com Elias Torres, da Barberia Seu Elias, que está preparando a quarta unidade em Belo Horizonte e que hoje é uma referência nacional em termos de cabelo. Para Alexandre Paupitz, que acabou de inaugurar a Barbearia Sênior, o cabelo e a barba hoje vão além de uma necessidade natural. Transformaram-se em estilo de cada pessoa. “Cabe ao barbeiro adequar o melhor estilo às características da pessoa, criando uma identidade visual”, explica Alexandre Paupitz.

Segundo Alexandre, as antigas barbearias, com serviços simples, perderam espaço quando os modernos salões entraram no mercado oferecendo algo a mais, como salas climatizadas e outros serviços. Mas, em termos de cabelo, o homem é mais fiel e evita mudar de cabeleireiro. Estes salões trouxeram de fora alguns serviços e se consagraram, reduzindo o espaço das antigas barbearias e barbeiros.

A partir de 2013, houve uma mudança de conceito das antigas barbearias, como trouxeram o conceito europeu. Elias Torres foi um dos principais precursores deste movimento, do qual Alexandre Paupitz foi um adepto. As barbearias passaram a valorizar o ambiente, com salas climatizadas e serviços complementares, como café, capuccino e, algumas até bebidas geladas. Um local diferente para os homens.

No entanto, a grande transformação está mesmo no cabelo e barba. Houve mudança de estilo e os cabeleireiros passaram a ser designer de cabelo. Alexandre cita o corte Pompadour, usado por Elvis Presley, mas com estilo mais moderno ou o Side Part, com penteado laterial. Há, também, os cortes com riscos e frisos. “Cada pessoa tem o seu estilo e cabe ao cabeleireiro adequar”, diz Alexandre Paupitz. Há estilo até mesmo para a barba. Um conjunto de barba e cabelo que define o estilo da pessoa.

Adriel Terensi Leite é cliente de Alexandre há mais de um ano. Ele disse que até os 18 anos seu pais cortava o cabelo (família de barbeiros). Depois, passou a cortar em salões até encontrar Alexandre. Foi a primeira vez que estava na nova barbearia.

BARBEARIA SÊNIOR
Depois de atuar em três barbearias, Alexandre Paupitz decidiu empreender e abriu a Babearia Sênior (Rua Santo Antônio, 20, no Industrial, ao lad do ginásio de esportes Matarazzo). No local trabalham ele, a esposa Josiane da Silva Oliveira Paupitz e o cabeleireiro Luan. “Temos espaço para mais uma cadeira”, disse.

A decoração da barbearia tem estilo retrô, e a parede foi revestida com jornais. Porém, Alexandre não abre mão da tecnologia, com agendamento por telefone (18) 3304.7900 e 99648.8574 (WhatsApp) o aplicativo para smatphones Booksy (iOs e Androids).

Da Redação

você pode gostar também