Pacote prevê mais de R$ 6 milhões em obras de recapeamento

Nos próximos meses a Prefeitura de Araçatuba vai investir mais de R$ 6 milhões em recapeamento asfáltico. Nos últimos dias a Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação está com esforço concentrado para fechar os projetos devido às emendas de parlamentares. Em ano eleitoral, além de aspectos políticos (governo e deputados precisam aproximar-se do eleitorado), já implicações legais para assinatura de convênios e liberação dos recursos. Por isso o trabalho está sendo feito em ritmo acelerado. A reportagem de O LIBERAL REGIONAL teve acesso à relação de ruas que serão beneficiadas com recapeamento em diferentes pontos da cidade. O secretário Tadeu Consoni disse que o prefeito Dilador Borges está empenhado em obter mais recursos para execução de obras.

Segundo o secretário Consoni, há obras com processo licitatório em andamento, outras na fase da elaboração de projetos para licitação, aguardando assinatura de convênios e liberação de recursos. Para Consoni, não havendo qualquer problema nas licitações, as obras começam já no próximo mês e podem se estender até o fim do ano.

O secretário explicou que não basta indicar qual o trecho será pavimentado. “Precisamos fazer medições, levantamentos e custos para apresentação do processo. Não é algo simples. Demanda tempo e muito trabalho dos técnicos”, disse Consoni em meio a reuniões para apresentação de mais projetos visando mais uma emenda. Porém, ele preferiu manter silêncio, pois está em andamento.

AS OBRAS

 Aguapeí  – O recapeamento da Rua Aguapeí no trecho compreendido entre o Cristo Redentor e o viaduto sobre a SP 463 (Rodovia Jorge Maluly Netto) está em fase de licitação e as propostas serão abertas na próxima semana. . O custo previsto da obra é de R$ 656.444,19. Foi assinado convênio de R$ 493,1 mil com a Caixa Econômica Federal, fruto de emenda parlamentar do deputado federal Floriano Pesaro e o restante será contrapartida do município. O serviço que está sendo licitado consiste na recuperação da via, aplicação de camada de pelo menos três centímetros de CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente), sinalização de solo e sinalização vertical.

 Claudionor Cinti – O recapeamento das ruas do Conjunto Claudionor Cinti terá investimento de R$ 642.592,79 por meio de convênio com a Secretaria da Habitação. O processo está sendo preparado para abertura da licitação. O recapeamento foi um pedido do vereador Antônio Edwaldo Dunga Costa ao deputado Rodrigo Garcia quando era secretário da Habitação.

 Prestes Maia – A Avenida Prestes Maia e um quarteirão da Avenida Ibirapuera (entre a Dois de Dezembro e a Porangaba) serão recapeados por meio de emendas dos deputados – R$ 300 mil do deputado Capitão Olim, R$ 200 mil do deputado Gilmar Gimenes e R$ 150 mil do deputado Adilson Rossi. A Prefeitura está aguardando apenas a assinatura do convênio para a abertura da licitação. Há contrapartida do município. A obra está orçada em mais de R$ 800 mil.

 Projetos  – Estão sendo concluídos os projetos para recapeamento das ruas Tiradentes, XV de Novembro, Osvaldo Cruz e Campos Sales. O investimento previsto é de R$ 750 mil, sendo R$ 250 mil de emenda do deputado Tiririca e R$ 500 mil do deputado Sílvio Torres. Há contra partida do município.

 Concórdia – O primeiro lote de recapeamento do Bairro Concórdia (1, 2 e 3) já está em fase de licitação e a abertura das propostas está prevista para a próxima semana. O investimento previsto é superior a R$ 900 mil e refere-se a emenda do deputado federal Fausto Pinato. Neste primeiro lote serão recapeados trechos das ruas Vereador Sérgio Rosário Rodrigues, Sargento Valentim C. Campos, Waldemar Osório Gabas, Airton Felipini, Oscar Motta, Antônio Cavasana e Sargento Aparecido de Oliveira Soares. No total serão 33. 808,35 metros quadrados de recapeamento. Segundo Consoni, a equipe de governo está trabalhando para liberar mais emendas para investir no Concórdia, um dos bairros com mais problemas graves na pavimentação.

 Desenvolve SP – A administração está definindo as ruas que serão recapeadas com os recursos liberados pela agência Desenvolve São Paulo. São R$ 3,2 milhões. Foram definidas as quatro primeiras vias: Valdir Felizola de Moraes (entre as rotatórias da Baguaçu e Odorindo Perenha), Café Filho, Pedro Janser e Marcílio Dias. Outras vias estão sendo analisadas.

ANTÔNIO CRISPIM – Araçatuba

você pode gostar também