Polícia Militar e direção da cadeia conseguiram controlar situação horas depois

Presos do Presídio de Segurança Média de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, fizeram um motim na tarde de quarta-feira (18). Os detentos quebraram grades e foi necessária a presença de equipes da Força Tática e da Rádio Patrulha no local para tentarem conter a agitação.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o motim teria começado durante o banho de sol dos detentos. Houve um chamado “bate-grade”, utilizado pelos detentos para informar sobre uma possível rebelião. O motivo seriam as mortes de integrantes de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios em Dourados.

Um dos presidiários acabou com os dedos das mãos esmagados durante o “bate-grade” e teve que ser socorrido e encaminhado até ao Hospital Auxiliadora. Ele passou por atendimento médico, mas o estado de saúde dele não foi divulgado. Ainda de acordo com informações, dezenas de familiares e amigos dos presos se aglomeraram do lado de fora do presídio para tentarem receber algum tipo de informação do que estava acontecendo.

Uma comissão de detentos chegou a se reunir com a direção do presídio para negociar o fim das ações. A situação foi controlada após cerca de duas horas de motim. Não houve informações de mais feridos. O caso será investigado internamente e também pela Polícia Civil de Três Lagoas.

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

você pode gostar também