Cinco homens são detidos após denúncia de que vingariam morte de frentista

Um homem foi preso e outros quatro detidos e encaminhados para a delegacia de Andradina depois de serem flagrados com munição de calibre 38. A Polícia Militar recebeu informações de que os suspeitos estavam reunidos em uma residência no bairro Pereira Jordão, para vingar a morte de um frentista, assassinado a tiros na noite da última segunda-feira (09), em um bar da cidade.

Segundo informações do boletim de ocorrência, policiais militares estavam em patrulhamento quando receberam a denúncia. Eles dirigiram-se até ao endereço e flagraram cinco indivíduos no local. Na revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado. Porém, durante vistoria no imóvel, os PMs encontraram uma sacola plástica enterrada em monte de areia nos fundos do imóvel contendo 30 munições de calibre 38.

Um dos suspeitos assumiu a propriedade dos objetos e disse que iria revendê-los. Ele recebeu voz de prisão por posse ilegal de munição e foi levado, junto com os outros quatro amigos até a delegacia de Andradina. O delegado manteve a prisão do autor em flagrante e o transferiu para a cadeia pública de Lavínia. Já os outros quatro prestaram depoimento e foram liberados na sequência. Eles permaneceram em silencia a respeito da vingança da morte do frentista Roberto Taveira.

O CRIME

A vítima foi assassinada com dois tiros no peito e na barriga na noite de segunda. Taveira trabalhava há muitos anos em um posto de combustíveis da cidade e era bastante conhecido no município. Ela saiu do trabalho por volta das 22h e foi até ao bar, na rua Francisco Ruiz, no bairro Pereira Jordão, para comprar um refrigerante, já que levaria para a residência onde morava.

Dentro do estabelecimento comercial também estava o jovem, identificado pelas iniciais J.F.G.S., que seria o verdadeiro alvo dos criminosos. Ele estava em pé, bem atrás de Taveira, quando dois indivíduos chegaram em uma motocicleta e começaram a atirar em direção ao rapaz. Ele foi atingido de raspão nas costas e em um dos dedos e sobreviveu, após passar por atendimento médico no Pronto-Socorro Municipal.

Acontece que dois tiros atingiram Tvaeira, que não tinha nenhuma participação com a história. Ele não resistiu e morreu antes mesmo da chegada de equipes do Resgate Até agora, os autores não foram presos pela Polícia Civil.

você pode gostar também