Advogada e diretor de presídio são presos em operação do Gaeco e PM

ANTÔNIO CRISPIM – Araçatuba

Uma advogada, cujo nome não foi revelado e um diretor do Centro de Ressocialização (CR), de Araçatuba, José Antônio Rodrigues Filho foram presos na manhã desta quinta-feira (12) em  operação conjunta do Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual e da Polícia Militar. As investigações, que começaram no primeiro semestre do ano passado, tiveram a participação de agentes da Secretaria de Administração Penitenciária, à qual está ligada a o CR.

Durante as investigações, um agente penitenciário foi preso com drogas e uma arma. O trabalho de investigação coordenado por promotores do Gaeco revelou esquema ilegal de transferência de preços de outras unidades prisionais do estado para o o CR de Araçatuba, considerado modelo dentro do sistema prisional paulista.

O esquema, segundo apurado, era movido por propinas em dinheiro e há suspeita de até mesmo envolvimentos amorosos.

MANDADOS

A operação, envolvendo policiais militares, promotores e agentes da SAP foi programada para cumprir sete mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão expedidos pela Justiça. Os mandados foram cumpridos em Araçatuba e São José do Rio Preto.

 

 

 

 

você pode gostar também