Fiscalização começa notificar proprietários de terrenos com mato

O fiscal de posturas de Ilha Solteira, Ricardo Akira Maeda, confirmou nesta quinta-feira que iniciou a notificação, por meio de edital publicado no semanário oficial do município, dos proprietários de terrenos que estão com mato alto. No momento estão sendo notificados os proprietários que não foram localizados pelos Correios. Depois da publicação do edital, o proprietário tem 15 dias para fazer a limpeza. No caso de não cumprir a determinação, ele pode ser autuado e a Prefeitura faz a limpeza, cobrando posteriormente.

Segundo o fiscal, Ilha Solteira tem aproximadamente 1,4 mil terrenos sem edificações. Destes, pelo menos 50% não são bem cuidados pelos proprietários, o que traz problemas, como surgimento de animais peçonhentos. Nos últimos meses aumentou muito a ocorrência de escorpiões, o que levou a município a adotar medidas mais rigoras para exigir a limpeza.

De acordo com Ricardo Akira Maeda, pouco mais de 10% dos proprietários notificados deixam de fazer a limpeza. Eles são autuados. O valor da multa é R$ 656,95. No caso de reincidência, o valor dobra. Para fazer a limpeza do terreno, a Prefeitura cobra R$ 0,65 o metro quadrado. Assim, um terreno de 300 metros quadrados fica em R$ 195,00. A soma da multa e da limpeza chega a R$ 851,95. Na cidade, a limpeza de um terreno custa menos de R$ 100. Portanto, é mais vantajoso para o proprietário fazer a limpeza.

O fiscal de posturas explicou que a partir de 1º de junho a notificação será feita exclusivamente pela publicação de edital. “Vamos enviar pelo corrreio apenas as multas”, disse Ricardo Akira. O fiscal afirmou que já está sendo feita ampla divulgação da mudança na forma de notificação. Para ele, o importante é que todo proprietário faça a limpeza do terreno, evitando problemas.

ESTRUTURA
Ricardo Akira Maeda disse que está fazendo a fiscalização por bairro para publicação do edital. Assim, a Prefeitura terá condições de executar o trabalho. Além disso, o fiscal afirmou que já pediu ao prefeito a aquisição de um trator para ficar à disposição do setor de fiscalização visando agilizar o trabalho.

Antônio Crispim

você pode gostar também