Assessoria de senador confirma venda da UFN 3 a consórcio russo

Na manhã desta quarta-feira (4), a informação de que a UFN 3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados) foi vendida para o Consórcio Acron, da Rússia, circulou em vários veículos de comunicação.

Algumas pessoas, incluindo entidades e seus representantes, chegaram a falar de maneira extraoficial que a situação havia sido plantada pelo senador Pedro Chaves, que tinha intenções políticas por trás da divulgação dessa informação e que, talvez, isso pudesse causar a desistência dos interessados em adquirir o empreendimento.

A assessora do senador, Carla Madeira, reafirmou a veracidade das informações a respeito da venda da UFN 3. O senador estava com reunião marcada com representantes da Petrobras para a tarde de ontem, mas sem horário definido. O objetivo da reunião era saber detalhes da negociação com os russos.

De acordo com fontes ligadas ao senador, o consórcio russo comprou a unidade e assumiu o débito de R$ 38 milhões com 178 fornecedores, muitos dos quais ficaram em situação de insolvência.

A reportagem questionou a Petrobras no início da semana. A resposta foi direta. “Não vamos comentar o assunto”.

Da Redação

você pode gostar também