Prédio da Faculdade de Medicina de Penápolis fica pronto até o fim de maio

Na última semana, o prefeito de Penápolis, Célio de Oliveira (PSDB), e membros da diretoria da Funepe (Fundação Educacional de Penápolis), estiveram visitando a construção do novo campus da entidade, onde em breve funcionará o curso de Medicina. No local foram recebidos pelo empresário Acácio Cruz, da Darek Empreendimentos, responsável pela construção do campus, e puderam constatar o grande avanço das obras, cujas previsões de conclusão são para o final do próximo mês de maio.

Atualmente são gerados 60 empregos diretos e outros 60 indiretos na obra, totalizando cerca de 120 empregos. Até o momento, mais de 50% do prédio já foi construído. O investimento da Darek na construção do prédio é de mais de R$ 6 milhões.

Conforme informações do presidente da Funepe, Cledivaldo Donzelli, existem dois cronogramas para a faculdade. “Um cronograma se refere à construção do prédio, que abrigará a faculdade, e outro que trata da aquisição dos mobiliários, equipamentos para os laboratórios, entre outros itens”, explicou ele.

“Ao receber todos estes equipamentos, iremos receber o parecerista nomeado pelo Conselho Estadual de Educação, o que deverá ocorrer na primeira semana de maio”, acrescentou.

Ele comentou ainda que com a aprovação do parecerista (profissional responsável por elaborar pareceres) deverá haver a contratação da Fundação Vunesp para lançar o cronograma do vestibular. A intenção é realizá-lo no mês de julho, para iniciação do curso de Medicina em agosto com 66 alunos.

Apoio Público
O presidente da Funepe também comentou a respeito do grande apoio recebido por parte do poder público nesse processo.

“O poder público teve um papel importante para chegarmos até aqui, principalmente quando assumiu a dívida da Funepe e realizou o seu parcelamento. Fazendo isso, foi dada a oportunidade para a vinda de outros cursos, além da oportunidade de bolsas de estudos e parcerias com a iniciativa privada. Um exemplo é o empresário Acácio Cruz, com a construção do novo campus, e o empresário João Blanco, que já fez a doação da área”, enfatizou Donzelli.

Segundo o presidente da Funepe, atualmente a entidade conta com cerca de mil alunos. “Pretendemos, em dois anos, chegar a mais de 2 mil alunos. Atualmente são 7 cursos, mas há 3 anos tínhamos apenas 4 cursos. Para o ano que vem, esperamos contar com 12 cursos no total”, concluiu.

Competitiva
O prefeito de Penápolis também recordou o fato da prefeitura ter assumido as dívidas previdenciárias da Funepe, com a intenção de revitalizar e torná-la competitiva. “Quando assumimos a prefeitura em 2013 a Funepe vivia uma situação de grande dificuldade. Certamente, se o poder público não tivesse aproveitado um Refis proposto pelo Governo Federal, e consequentemente não assumisse a dívida previdenciária, não teria sido possível tornar a Funepe competitiva. Além de conseguirmos mais alunos também chegaram novos cursos, inclusive o de Medicina”, enfatizou o prefeito.

Estudo Fora
Durante a visita às obras, o empresário Acácio Cruz comentou sobre o fato de Penápolis ter corrido o risco de ficar sem a faculdade de Medicina por falta de um prédio adequado. “Isso acabou me comovendo muito. A partir daí iniciamos as conversações com o prefeito Célio de Oliveira e a diretoria da Funepe, e felizmente tudo deu certo”, comemorou Cruz.

“Estou morando em Penápolis há cerca de 30 anos, e sempre me incomodou muito o fato de, todos os dias, centenas de jovens deixarem a cidade para terem aulas em faculdades da região”, recordou ele.

Da Redação

você pode gostar também