Equipes fazem palestras em escolas sobre posse responsável de animais

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, desde o ano passado, vem intensificando ações de orientação e educação das pessoas, quanto à posse responsável de animais domésticos e também sobre a prevenção de doenças, que podem ser transmitidas por cães e gatos, notadamente, a raiva e a toxoplasmose.

Essas ações, acompanhadas de distribuição de material educativo impresso, são normalmente realizadas em campanhas da Saúde e, periodicamente, têm sido levadas também às escolas tanto da rede pública como da rede particular de ensino, atendendo solicitações da direção das unidades escolares ou empresas, como ocorreu nesta semana, quando o diretor do Centro de Educação Infantil (CEI) Maria Aparecida do Nascimento Castro, professor Aroldo Antônio da Silva, enviou solicitação escrita à equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Para atendimento dessa solicitação, o coordenador do CCZ, médico veterinário Hugo Nogueira Faria, acompanhado da coordenadora do Setor de Entomologia, bióloga Geórgia Medeiros de Castro Andrade, esteve no referido CEI, no período da manhã e à tarde desta terça-feira (27), proferindo palestras para as crianças de educação infantil.

“Procuramos adaptar as informações, usando uma linguagem própria de entendimento das crianças e até inventamos um teatrinho de fantoches para falarmos da posse responsável de animais”, comentou a bióloga Geórgia.

Como observou o coordenador do CCZ, “acreditamos que grande parte das mensagens que transmitimos às crianças serão levadas por elas aos seus pais, porque toda a criança gosta de ter seu animalzinho de estimação”, comentou Hugo Faria.

Nas palestras, foi dado destaque ao significado de “posse responsável”, ou seja, cuidados que as pessoas devem ter com seus animais, dando-lhes alimentação saudável e balanceada, água para beber, espaço digno, vacinas e “também atenção e lazer”, lembrou o médico veterinário.

Resumindo, “a posse responsável de animais, entre outras obrigações do dono está o dever de cuidar da saúde do seu animal, dando-lhe abrigo, alimento, carinho e as vacinas necessárias para ele viver com saúde”, recomendou o coordenador do CCZ.

AÇÃO CONJUNTA
Junto com a equipe do CCZ, essas ações têm sido executadas periodicamente pelas equipes dos vários setores do Departamento de Vigilância em Saúde e Saneamento da SMS, como, Vigilância Sanitária, Controle de Endemias, Entomologia, Promoção da Saúde, Vigilância Ambiental, Vigilância Epidemiológica, Doenças e Agravos Não Transmissíveis (DANTS), Entomologia e Vigilância em Saúde do Trabalhador.

Além da conscientização e orientações sobre posse responsável de animais, as equipes da Saúde têm proferido palestras educativas e distribuído panfletos com orientações sobre animais peçonhentos, dengue e leishmaniose, raiva e outras doenças transmitidas por animais e, recentemente, campanhas educativas e panfletagem em alusão ao Dia Mundial da Água (22 de março).

Nessas campanhas e palestras, as equipes dos vários setores do Departamento de Vigilância em Saúde e Saneamento já percorreram salas de aula da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Escola Municipal Olintho Mancini, Escola Municipal Eufrosina Pinto, Escola Municipal Joaquim Marques de Souza. Escola Municipal Júlio Fernandes Colinos e na indústria Fatex.

Da Redação

você pode gostar também