IZA canta “Ginga” e usa aparição no “Domingão do Faustão” para falar sobre feminismo

IZA foi uma das surpresas do quadro “Ding Dong” do “Domingão do Faustão”, que também recebeu o astro latino Luis Fonsi no fim de semana. Além de cantar os hits “Pesadão” e “Ginga”, a carioca aproveitou a oportunidade para tratar de temas políticos como feminismo, violência contra a mulher e o assassinato de Marielle Franco.

Incitada por Fausto Silva, IZA disse: “é sempre importante falar sobre isso. Muita gente fala que isso é moda, que é uma coisa que tá se falando muito hoje, mas é preciso discutir sobre essas coisas, porque nós mulheres ainda sofremos. Não é verdade? A gente ainda tem muita coisa para conquistar. É muito bonito ver como, hoje em dia, as mulheres estão legitimando cada vez mais o movimento, sabe? Todo mundo se dando as mãos. Os homens também, reparando na nossa luta, acabam também acrescentando ao nosso argumento. Mas acho muito importante, sim, defender essa bandeira. Eu, como mulher negra, de Olaria, não poderia deixar de falar sobre isso”.

Sobre Marielle, a cantora ponderou: “eu acho que a Marielle era uma mulher que nunca se calou. Acho que a gente tem que fazer barulho mesmo. A gente não pode se calar nesse momento”.

Da Redação

você pode gostar também