38 novos casos de picadas de escorpião em apenas 14 dias

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Araçatuba divulgou os números atualizados de acidentes escorpiônicos na cidade, levantados até o dia 9 de março. Até a data foram registrados 129 casos de picadas de escorpião.

Os números preocupam, já que o último levantamento apontava 91 casos até 23 de fevereiro deste ano. Em 14 dias, houve mais 38 novos casos. De janeiro a dezembro de 2017 foram registrados 488 casos de acidente escorpiônico, com uma morte.

O total até agora já soma mais de 25% dos casos do ano passado.

É importante que a população intensifique as ações de prevenção aos criadouros de escorpião em casa. Fazer regularmente a limpeza de quintais e terrenos baldios é fundamental. Lugares com acúmulo de entulho, tijolos e madeira são propícios para proliferação do animal.

A Vigilância Epidemiológica orienta que além de evitar esses materiais em casa, a população deve tampar ralos, pias e canos, limpar periodicamente caixas de gordura e desencostar móveis das paredes.

DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA

Ainda de acordo com o levantamento divulgado pela secretaria, casos de dengue, zika e chicungunya estão controlados na cidade. De 23 de fevereiro a 9 de março não houve registro de novos casos na cidade.

Cinco são mulheres e um homem entre 25 e 74 anos foram diagnosticados em janeiro e fevereiro. Os pacientes são moradores dos bairros Palmeiras, Vilella, Santana, Jacutinga e Saudade. Em 2017, foram confirmados 103 casos e um óbito devido à dengue. Já em 2016, houve registro de 694 casos.

A cidade continua sem nenhum registro de zika e com um caso de chikungunya este ano. Uma mulher de 27 anos, moradora do bairro Vila Mendonça foi diagnosticada com a doença em janeiro.

Ações de conscientização para que a população elimine os focos de criadouros do mosquito Aedes aegypti são responsáveis pela redução dos casos das doenças. O mesmo cuidado deve ser tomado para diminuir os acidentes com escorpião.

Karen Mendes – Araçatuba

você pode gostar também