Café Empresarial reúne cerca de 400 empresários de Birigui e região

A prefeitura de Birigui realizou nesta quinta-feira (15), o seu 1º Café Empresarial. O evento, que teve como principal objetivo fomentar o desenvolvimento econômico e social do município, reuniu cerca de 400 convidados, entre empresários de diversos setores econômicos, prefeitos, vereadores e convidados de Birigui e de municípios da região.

Para o prefeito Cristiano Salmeirão (PTB), o Café Empresarial “demonstrou que Birigui tem capacidade empresarial e comercial de ponta, com mão de obra e infraestrutura de qualidades. Ainda, conforme Salmeirão, a cidade está hoje entre as melhores do país para se investir, com crescimento acima da média nacional. Atualmente, o Produto Interno Bruto (PIB) de Birigui é de aproximadamente R$ 3 bilhões. “Aqui os investidores encontram um ambiente agradável para o seu negócio. E a prefeitura é parceira do empreendedor”, completou.

Novos nichos
Outro ponto destacado pelo prefeito é o surgimento de novos nichos econômicos no município, entre eles, os de produção de energia limpa, como a fotovoltaica. “São nichos de apelo global, principalmente o de energia fotovoltaica, que agrega ainda mais valor ao parque industrial de Birigui. A nossa concorrência interna é saudável, os novos nichos trabalham em rede, se ajudam, e isso é muito importante”, explicou Salmeirão.

O engenheiro eletricista da Asolar de Birigui, Eduardo Cancian Garcia, disse que o Café Empresarial serviu para apresentar a empresa a novos parceiros e futuros clientes, que tenham interesse em implantar o sistema de energia solar fotovoltaico. Atualmente, a empresa possui o sistema instalado em lojas, empresas, organizações sociais e residências de Birigui, assim como em cidades de outros estados.

O sistema de energia solar fotovoltaico vem crescendo, assim como o consumo de energia elétrica. Nos últimos dois anos, o número de novos projetos aumentou quase 300% na região. Com relação ao mercado externo, a Asolar registrou, em 2017, crescimento de 8% no volume exportado. “Neste Café Empresarial pudemos conhecer empreendedores, trocar informações e fortalecer relacionamento”, completou Cancian.

Construção
Outro setor que participou do Café Empresarial foi o da construção civil. Na ocasião, foram apresentados novos projetos urbanos, como o de um condomínio que irá “unir” Araçatuba e Birigui. Três empresas associadas ao Sinduscon OESP (Sindicato das Indústrias da Construção Civil da Região Oeste do Estado de São Paulo) estiveram presentes, sendo duas delas patrocinadoras do evento, Tecol e Ferreira Engenharia (a terceira foi a Lomy Engenharia).

O presidente da construtora Tecol, de Araçatuba, Aurélio Luiz de Oliveira Júnior (que também é presidente do Sinduscon OESP), destacou a importância do evento. “Estamos inseridos em Birigui desde 2010, com diversos empreendimentos, e queremos continuar crescendo com a cidade, por isso é muito importante a nossa participação neste evento”.

Secretaria itinerante
Levantamento da secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação de Birigui, apontou a existência de quase 2 mil empresas de diversos setores espalhadas pela cidade. Esse número foi obtido graças a um trabalho inédito que a secretaria está desenvolvendo, que é a Secretaria Itinerante. “Temos encontrado uma outra Birigui dentro da cidade, com outra forma de agir, com empresas interagindo entre elas, produzindo equipamentos para outras cadeias”, disse o secretário responsável pela pasta, Nelson Giardino.

De acordo com ele, o objetivo da atual administração é criar uma política industrial e de empregabilidade. “Essa nova cadeia produtiva tem uma interação muito positiva entre seus participantes, com troca de ideias e serviços. Essa é a indústria do futuro, que se relaciona com empresários convergentes, que caminham para o mesmo ponto. O empresário de Birigui tem DNA de empreendedor”, explicou Giardino.

O assessor executivo do Gabinete da Prefeitura de Birigui e do núcleo estratégico de governo, Carlos Farias, destacou a qualidade do evento. “Nossa intenção era mostrar que Birigui tem outras possibilidades de investimento, além do polo calçadista. E o Café Empresarial trouxe isso, uma diversidade enorme de novos investimentos que estão surgindo na cidade. O município tem potencial de negócio e a nossa proposta é diversificar, ainda mais, a cadeia produtiva local”, finalizou Farias.

Plataforma de desenvolvimento
Durante o Café Empresarial foram feitas apresentações do cenário de competitividade e de oportunidades em Birigui, com destaques que colocaram o município no ranking estadual e nacional de crescimento econômico, exportações e geração de empregos e rendas.

Ainda durante o evento, a Prefeitura apresentou o projeto “Plataforma Municipal de Desenvolvimento Estratégico – Birigui 2020”, uma plataforma de desenvolvimento local, elaborada com foco no processo de crescimento urbano da cidade, aumento da competitividade do município, ampliação das cadeias produtivas existentes na cidade, integração urbana Birigui-Araçatuba, espectro de projetos e empreendimentos imobiliários, oportunidades de renda em redes de franquia e apresentação do potencial de negócios e oportunidades disponíveis para investidores.

Da Redação

você pode gostar também