Tamiko assina adesão ao Programa Internet para Todos

A prefeita Tamiko Inoue esteve no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília, com o ministro da Ciência, ecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, para assinatura do termo de adesão ao “Programa Internet para Todos”, que contou inclusive com a presença do presidente Michel Temer.

O programa tem por objetivo a inclusão social e oferece internet banda larga com um preço mais acessível. A conexão utilizará o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que está em orbita terrestre desde maio de 2017.

O programa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), têm parceria com o Programa Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac), o que garante ao usuário pague um valor inferior ao em relação ao preço pago atualmente.

O termo de adesão assinado pelos prefeitos garante inclusive a infraestrutura básica e as condições para a participação dos municípios no programa. As prefeituras devem indicar onde serão instaladas as antenas para distribuição do sinal de internet, além de garantir a segurança da área e arcar com as despesas de energia elétrica.

No caso de Andradina a Prefeitura teve como abertura inscrever pontos da área rural e a prefeita Tamiko indicou os cinco assentamentos Timoré, Timborezinho, Belo Monte, Primavera e Arizona além ainda dos patrimônios de Planalto e Paranápolis.

“A assinatura do termo de adesão indica que Andradina tem interesse em ser beneficiada com o programa e esperamos agora que no processo de seleção nossa cidade receba este grande benefício que significaria um grande passo para a inclusão digital da nossa população”, comentou Tamiko.

Além dos convênios com as prefeituras, o MCTIC já firmou parcerias com o Ministério da Defesa, para garantir o monitoramento de 100% das fronteiras brasileiras, ampliando as ações de combate ao tráfico de armas e drogas; com o Ministério da Educação, para levar banda larga para todas as escolas públicas do país, sendo que 7 mil serão beneficiadas já em 2018; e com o Ministério da Saúde, para implantar internet em hospitais e postos de saúde, melhorando a gestão pública e a qualidade dos serviços prestados à população.

Da Redação

você pode gostar também