PM encontra sete tratores furtados e prende dois homens por receptação

A Polícia Militar de Guararapes realizou uma grande apreensão de tratores furtados durante a tarde e noite de segunda-feira (12) na cidade. Na manhã de terça-feira (13) os trabalhos de investigações continuavam a fim de tentar localizar mais veículos produtos do crime.

Segundo informações da PM, policiais militares em patrulhamento receberam uma denúncia via Copom (Central de Operações Militares) de que um caminhão prancha estaria trafegando por uma via da zona rural carregando um trator furtado.

Diante das informações, as equipes dirigiram-se até ao endereço informado e não encontraram o referido caminhão. Porém, eles perceberam um trator andando na mesma pista e resolveram abordar o motorista. Durante a vistoria, os PMs descobriram que o veículo era furtado de Macaubal, cidade a 95 quilômetros de Araçatuba.

O condutor informou quem seria o responsável e suposto proprietário do trator. A partir dessa informação, a Polícia Militar conseguiu desvendar que o suspeito teria outros tratores em dois locais diferentes, todos produtos de furto na região de São José do Rio Preto. Na área urbana do município, a PM localizou três tratores em um galpão. Um deles foi furtado recentemente em Nhandeara.

Já em uma propriedade rural, a PM conseguiu encontrar mais três tratores, um deles identificado como produto do crime em Tanabi. Os sete veículos furtados foram encaminhados até a delegacia central de Guararapes, onde permaneceram apreendidos.

PRISÕES

Dois homens, que não tiveram as identidades reveladas, foram presos em flagrante por receptação e ficaram à disposição da Justiça. Pelo o que foi apurado pela reportagem do jornal O Liberal, dos sete tratores apreendidos, cinco tiveram os proprietários identificados. Até o fechamento desta edição ainda não havia informação sobre os outros dois donos.

Na manhã de hoje a Polícia Militar continuou fazendo diligências na zona rural da cidade a fim de encontrar outros veículos furtados. Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil, que dará andamento às investigações e tentará descobrir como os criminosos agiam na região.

você pode gostar também