Obras na Santa Casa trarão mais conforto a pacientes e segurança a funcionários

As construções da nova enfermaria masculina e da cozinha da Santa Casa de Misericórdia de Guararapes deverão estar concluídas dentro de seis meses, conforme previsão da construtora responsável pela obra, a TN Oka, de Penápolis, informou o administrador do hospital, Daniel de Souza Cunha, que esteve reunido com o representante da empresa.

Estão sendo construídos dois novos prédios. Um deles será ocupado pela enfermaria masculina, posto de enfermagem, sala de médicos, espaço para expurgo, depósito de material de limpeza e capela. No outro, será instalada a nova cozinha do hospital, atendendo normas vigentes da Vigilância Sanitária.

Os dois novos prédios, que totalizam 714,11 m2, estão sendo construídos com recursos provenientes da Secretaria Estadual da Saúde, a um custo previsto de R$ 800 mil. O dinheiro é liberado periodicamente, mediante auferição dos avanços das obras.

MODERNIZAÇÃO E DINAMISMO

A antiga ala masculina da enfermaria tinha 12 leitos e funcionava em sistema de salão, com o contato muito próximo entre pacientes, visitantes e acompanhantes. Desativado o salão, os homens passaram transitoriamente a ser acomodados em quartos até então particulares e, também, a parte da ala pediátrica, mas sem prejuízo ao atendimento infantil.

A nova enfermaria masculina foi projetada para acomodar 16 pacientes, divididos em oito apartamentos, tornando a internação mais confortável e segura. “Para os funcionários trará dinamismo e mais segurança em relação aos cuidados, pois facilitará na identificação do paciente, o que é um dos itens de segurança da  RDC 36 ( norma do Ministério da Saúde para a segurança nos ambientes hospitalares )”, adianta Daniel Cunha.

Com o mesmo propósito, de melhorar as condições de trabalho dos funcionários e dar mais segurança ao ambiente, a nova cozinha da Santa Casa de Guararapes foi projetada para atender as normas da Vigilância Sanitária. O espaço hoje em uso para a preparação das refeições servidas aos pacientes poderá ser destinado à ampliação do centro cirúrgico do hospital, dependendo para tanto da disponibilidade financeira do hospital.

ENTREGA DEPENDE DE VERBAS

O provedor da Santa Casa de Guararapes, Marcos Sabane, adianta que a conclusão dos prédios não implicará na imediata inauguração dos espaços projetados. Segundo ele, depois de finalizadas as obras, ainda haverá necessidade de equipá-los adequadamente. Para isso, disse ele, a direção do hospital, com ajuda da Prefeitura de Guararapes, está buscando apoio de deputados com representatividade da região para obterem as verbas adicionais para o pleno funcionamento das novas acomodações.

Da Redação

você pode gostar também