Disputa entre postos derruba o preço dos combustíveis em Araçatuba

Faz muito tempo e em diferentes regiões brasileiras surgem denúncia de formação de cartel no comércio de combustíveis. Em Araçatuba não é diferente. Além das suspeitas de cartel, já houve ameaça de morte e até mesmo tentaram atear fogo a um posto de combustível. Mesmo com este clima, o combustível na cidade sempre foi um dos mais caros do Estado. Em meados de fevereiro, um grupo de amigos formou um grupo de WhatsApp denominado “Combustível preço justo”. As manifestações programadas não tiveram grande participação população, mas o movimento começou a dar resultado e em poucos dias, o preço dos combustíveis caiu mais de 15%.

Com as reduções dos últimos dias, a gasolina pode ser encontrada a R$ 3,849 e o etanol a R$ 2,579. Na semana passada, por exemplo, não havia em Araçatuba posto com gasolina abaixo de R$ 4,00 e o etanol estava acima de R$ 2,90. A expectativa é de que os preços permaneçam baixos por mais alguns dias.

Os integrantes do grupo não conseguiram mobilizar muitas pessoas nas reuniões e atos programados, mesmo tendo aproximadamente 500 pessoas nos dois grupos formados. Mesmo assim, por envolver muitas pessoas, há constante troca de informações sobre o preço dos combustíveis nos postos de Araçatuba, Birigui e cidades vizinhas. Com isso, formou-se uma rede de consulta informal, facilitando a vida de quem tem acesso e pode abastecer onde quiser com o preço mais baixo.

Inicialmente os preços dos combustíveis começaram a cair em Birigui e quando menos se esperava, chegou em Araçatuba.

Da Redação

você pode gostar também