Andradina busca recursos para garantir abastecimento de água em assentamentos

A prefeita Tamiko Inoue, esteve com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e com a senadora Marta Suplicy, em busca de recursos para melhorar a infraestrutura hídrica nos assentamentos de Andradina.

A proposta é aproveitar os poços já perfurados dentro dos assentamentos para otimizar a distribuição de água às famílias e resolver assim a escassez enfrentada no consumo e estimular a produção.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Agrário, Fernando Magno, também presente na reunião, é necessário fazer um estudo dos poços existentes para análise da capacidade de produção e elaboração dos licenciamentos ambientais para a construção de uma rede de distribuição que faça a água chegar a cada lote.

“Estamos fazendo um levantamento de produção de cada assentado e já detectamos que muitas famílias não conseguem aumentar sua oferta exatamente por não ter acesso a água”, comentou o secretário.

Este trabalho faz parte do mapeamento elaborado pelo Governo de Andradina para incentivar a produção de alimentos junto à agricultura familiar de forma que atenda as necessidades dos mercados e mercearias da cidade e região.

“Muitos pontos comerciais são abastecidos por alimentos buscados até em São Paulo sendo que em Andradina temos capacidade de produção. Temos que conciliar os interesses e também incentivar o plantio para potencializarmos mais a economia local”, ressaltou a prefeita Tamiko que tem como uma de suas principais propostas fazer a Central de Distribuição de Alimentos de Andradina funcionar como um mini Ceasa.

Nesta audiência com o ministro o Governo de Andradina apresentou um pleito pela liberação de R$ 250 mil para a realização do projeto de levantamento e da rede de distribuição dos poços.

A agenda junto ao Ministério de Integração Nacional foi marcada por intermédio da senadora Marta Suplicy que fez questão de participar do encontro por conhecer a região de Andradina e entender que a proposta do município faz parte da equidade social proposta pela reforma agrária.

O encontro contou ainda com a participação da prefeita de Lourdes, Gisele Tonchis, que aproveitou para também fazer pleitos ao seu município.

Da Redação

você pode gostar também