Partido alemão SPD aprova coalizão com legenda de Angela Merkel

O Partido Social Democrata da Alemanha (SPD), segunda força política do país, finalmente aprovou uma proposta de coalizão de governo com o partido da chanceler alemã Angela Merkel, a União Democrata Cristã (CDU), após meses de negociação, disse um funcionário do partido. A informação é da agência Xinhua.

No referendo interno dos 463.000 membros do SPD neste domingo (4), mais de 66% votaram a favor do “sim”, com uma alta taxa de participação de 78,39%, anunciou Dietmar Nietan, do SPD, em uma entrevista de imprensa na sede do partido.

O líder interino do SPD, Olaf Scholz, disse que o partido voltou a se unir, acrescentando que informou a chanceler Merkel por telefone sobre o resultado. “Felicito o SPD por este claro resultado e espero continuar a cooperar em prol do nosso país”, disse a União Democrata Cristã (CDU) em nome de Merkel no domingo.

O resultado acabou com o impasse político de cinco meses e liberou caminho para a foramção do novo governo da Alemanha, após as eleições federais de 24 de setembro, nas quais os dois blocos sofreram as piores votações desde 1949.

Luz verde

Com o sim do SPD, Merkel está preparada para ser eleita como nova chanceler na sessão plenária de 14 de março do Bundestag, o Parlamento Federal. Esta será a terceira “Grande Coalizão” nos 13 anos de Merkel como chanceler alemã.

A política de “luz verde” do SPD ajudou as lideranças alemãs a evitarem eleições antecipadas ou a formação de um governo de minoria instável. É esperado que o novo arranjo político torne o partido populista de extrema-direita Alternative fuer Deutschland (AfD) mais forte, já que a nova “Grande Coalizão” fará do AfD o maior partido da oposição no Bundestag.

Agência Brasil

você pode gostar também