Dilador afirma que obra inaugurada vai garantir desenvolvimento

Na manhã desta sexta-feira foi inaugurada a primeira etapa das obras de reversão de bacias de esgoto das lagoas de tratamento Maria Isabel. A obra, executada pela concessionária Samar, vai permitir novos empreendimentos na região. O prefeito Dilador Borges destacou que estão previstos empreendimentos habitacionais naquela região da cidade e novas empresas poderão se instalar nos parques industriais.

Nesta primeira etapa, foi construída a nova Estação Elevatória de Esgoto (EEE) Santa Izabel com investimento de R$5 milhões. A execução total da obra está orçada em mais de R$33 milhões.

Segundo o presidente da GS Inima Brasil e presidente da Samar, Paulo Roberto de Oliveira, o tratamento desse esgoto passa a ser feito na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Baguaçu, no bairro Cafezópolis. “A ETE passou por uma série de reformas, ampliações e modernizações para tratar com eficiência o esgoto gerado em Araçatuba”.

Oliveira salientou ainda que a participação do poder público foi e é fundamental para que os investimentos possam continuar. “Hoje é um dia muito importante para nós, porque demonstra à população e autoridades a transparência e seriedade do trabalho de nosso grupo. Para se ter uma ideia, até 31 de dezembro de 2017 estávamos com R$ 140 milhões de investimentos em Araçatuba desde o início da concessão, e temos previsto mais R$100 milhões a serem investidos no triênio 2018/2019/2020. No ano passado estivemos aqui com o prefeito, a vice e vereadores, e pudemos ver como essa estação estava degradada. Por isso reafirmo que precisamos do apoio da administração para que a concessão vá em frente porque temos muitos outros desafios”.

O diretor técnico da Samar, Rondinaldo de Lima, fez as explanações técnicas. “O principal valor agregado desses investimentos é a modernização, a preparação e o pensamento voltado a longo prazo, para mais de 30 anos. O investimento é emblemático. Estamos eliminando a estação de tratamento de esgoto Maria Isabel, que é a primeira etapa, fazendo essa reversão de bacia. Atualmente 15% do esgoto da cidade chega à Estação Maria Isabel e são tratados numa lagoa que não tem a tecnologia adequada. Com essa reversão, proporcionamos que o esgoto chegue à ETA Baguaçu e que seja tratado com tecnologia de ponta com a modernização que fizemos.

A vice-prefeita Edna Flor e o presidente da Câmara, Rivael Papinha, também falaram na solenidade e destacaram a importância da obra para o desenvolvimento econômico, para o meio ambiente e para o desenvolvimento urbano.

O prefeito Dilador destacou o papel da Samar como fundamental ao desenvolvimento da cidade. “Costumo dizer que a credibilidade e a confiança devem ser conquistadas ao longo do tempo. Há um ano estivemos aqui, e naquela oportunidade, Paulo (presidente da Samar), você me disse que um ano entregaria a obra. Isso se concretizou. Parabenizo e agradeço em nome dos araçatubenses pela responsabilidade nos compromissos. Acredito muito nas parcerias público privado para os investimentos e considero também saber que o bairro Engenheiro Taveira, por exemplo, será contemplado com os mesmos direitos que a população central. A promoção de direitos iguais é o nosso propósito”.

Dilador destacou ainda a conquista do Ranking ABES da Universalização do Saneamento, que avalia as cidades brasileiras com mais de 100.000 habitantes. “Araçatuba ficou em sétimo lugar entre os catorze municípios do grupo ‘ Rumo à universalização’ em todo o Brasil. Isso nos deixa muito gratificados e confiantes no trabalho da Samar”.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Relações do Trabalho, Erik Carneiro, destacou os recursos de 99% de esgoto tratado e 100% da água tratada como atrativos para empresas se instalarem no município. “é um diferencial, principalmente nos parques industriais, que não terão mais as lagoas de tratamento”.

 

Da Redação – Araçatuba

você pode gostar também