Evento estadual termina com promessas de mudanças e de licença para parque industrial

A Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo e realizou, na terça-feira (27), no teatro da Unip Araçatuba, a exposição Ambiente Móvel – Fauna Urbana, na Unip, com palestra magna do secretário estadual do Meio Ambiente, Mauricio Brusadin, que prometeu liberar a licença ambiental para regularização do parque industrial Maria Isabel de Almeida Prado. “Esse é um movimento importante, porque além de respeito ao meio ambiente, vamos poder gerar emprego e renda para a cidade”.

O evento reuniu educadores, organizações não-governamentais, agricultores, prefeitos, universidades e sindicatos, com realização do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e com apoio da Prefeitura de Araçatuba, através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade, além da colaboração da Universidade Paulista – Unip.

O programa Ambiente Móvel propõe-se a deslocar, de São Paulo, parte da equipe do Sistema Ambiental Paulista para prestar serviços à sociedade com o objetivo de atender, discutir, encaminhar e sanar pendências ambientais da região e proporcionar diálogo entre o sistema e a sociedade, onde a população ouve e é ouvida por dirigentes.

Após a abertura, Brusadin encabeçou uma reunião de apresentação do “Projeto de Constituição do Consórcio para Gestão Integrada de Resíduos Sólidos” com prefeitos da região, autoridades militares e técnicos da área ambiental.

O prefeito Dilador Borges listou conquistas na questão ambiental, como a campanha contrária à instalação do CGR na gestão municipal anterior e a conquista, em seu primeiro ano de governo, da licença ambiental para uso e ampliação do Aterro Sanitário Municipal e a implantação da Coleta Seletiva de materiais recicláveis em 100% da cidade, e elogiou programas como Ambiente Móvel e Município Verde-Azul, bem como prometeu empenho junto aos novos planos sobre consórcio regional e gestão integrada de resíduos. “Dedicamos total apoio ao secretário Brusadin e ao Ambiente Móvel, que visitam as regiões para reconhecimento dos problemas e necessidades de cada localidade, trazendo propostas e soluções que melhoram a vida e o futuro das pessoas e nossa relação com o meio ambiente”.

O secretário estadual destacou as vantagens que os municípios terão com a adesão ao consórcio para a gestão integrada de resíduos sólidos. “Não há saída para a gestão de resíduos sólidos sem consolidar o consórcio. Sabemos que não é fácil, principalmente em uma macrorregião com 43 municípios. Dessa forma, temos que diminuir a quantidade de resíduos sólidos aterrados e buscar transformar os resíduos sólidos em matéria reciclada ou em combustível. É através do plano regional de resíduos, a ser elaborado pelos prefeitos, que o aterro passa a ser gerador de renda aos municípios, em vez de gerar custos”.

 

DA REDAÇÃO – Araçatuba

você pode gostar também