Secretaria abre inscrições para oficina de produção de livros artesanais

A Secultur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) de Birigui está com inscrições abertas para a oficina gratuita de produção de livros artesanais. A capacitação é voltada aos profissionais de bibliotecas, salas e programas de incentivo à leitura, além de escritores independentes. As vagas são limitadas.

A atividade, oferecida por meio do SisEB (Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo), acontecerá no dia 21 de março, das 9h às 16h, na Biblioteca Municipal Doutor Nilo Peçanha, na avenida Governador Pedro de Toledo, 73, Centro. As inscrições devem ser feitas no site www.siseb.sp.gov.br. Informações: (18) 3644-9677.

A oficina será ministrada pela escritora Célia Regina Ignatios de Andrade, pela bibliotecária Maraléia Menezes de Lima e pelo criador do projeto Livro Alternativo, Albino Ribas. Um dos objetivos da capacitação é ensinar a comunidade da biblioteca como fazer livros artesanais e a autopublicação com baixo custo de produção.

Os mediadores vão apresentar conceitos editoriais e gráficos básicos e fornecer subsídios para a edição de livros de autores iniciantes, além de contribuir para a criação de um Fab Lab (laboratório de fabricação), um espaço de criatividade, aprendizado, compartilhamento do conhecimento e produção literária dos autores locais.

Sobre os mediadores
Célia Regina é escritora, poeta e membro da Academia Itanhaense de Letras. Atualmente se divide entre a poesia e o haicai. Entre suas obras publicadas estão “Pausa para o Café” (2017), “Novos Haikais” (2016), “Enquanto Canto” (2016) e “Haicais” (2015). É graduada em Administração Hospitalar e Terapias Naturais.

Maraléia Menezes é bibliotecária graduada pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, com especialização em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância pela Universidade Federal Fluminense e em Psicopedagogia Institucional pelo Centro Universitário Ribeirão Preto.

Albino Ribas é criador do projeto Livro Alternativo, que tem como um dos objetivos escapar à lógica convencional de produção, atribuindo ao livro um valor cultural e simbólico. Criou a Ribas Editora e optou por publicações artesanais com material reaproveitado e reciclado. É advogado, bacharel em Administração Hospitalar e especializado em Direito Previdenciário.

Da Redação

você pode gostar também