Morre em Aracanguá o pioneiro Evaristo Nascimento

Faleceu na manhã desta terça-feira, na Santa Casa de Araçatuba, o pioneiro de Santo Antônio do Aracanguá Evaristo Francisco do Nascimento, aos 88 anos, um dos moradores mais antigos do município e que marcou a história no desenvolvimento. “Com grande habilidade e discernimento no que diz respeito às questões políticas, sempre defendeu com muita garra e determinação o progresso da nossa gente”, disse o jornalista Sebastião Santos, o Cutia, em rede social. O prefeito Rodrigo Santana (Democratas), decretou luto oficial no município por três dias. Evaristo Nascimento foi velado na Câmara Municipal de Aracanguá. O sepultamento foi ontem à tarde no próprio município.

Evaristo Nascimento foi importante para Aracanguá, desde sua chegada do interior do Piauí na década de 1950, época em que Patrimônio da Mata (hoje Aracanguá) ainda era um bairro de Araçatuba, bastante carente, ruas de terra, água retirada de poço, sem escola e nem posto de saúde.

Foi exatamente aí que começou a luta do grande líder comunitário coroada com sua eleição para vereador de Araçatuba entre 1964 e 1967, representando a localidade. Ocasião em que, dentre os inúmeros benefícios que conquistou em todas as áreas diante de tanta precariedade na época, levar energia elétrica para a localidade, foi considerado por ele sua maior vitória no legislativo.

“No entanto, é inconcebível imaginar a nossa história, sem o personagem Evaristo Francisco do Nascimento, desde o povoado do Patrimônio da Mata até a conquista da autonomia político-administrativa que veio depois de muita luta”, acrescenta o jornalista Cutia.

FAMÍLIA
Casado com Maria Madalena Lopes (já falecida), Evaristo Francisco do Nascimento teve quatro filhos: Francisco, Fátima, Flávio e Fábio (já falecido). Ele deixou sete netos e dois bisnetos. O filho, Fancisco Nascimento, foi vereador entre 1977 e 1982.

Da Redação

você pode gostar também