150 voluntários da região se reúnem para limpeza do Tietê

Pelo menos 150 voluntários entre mergulhadores e pescadores se reuniram no domingo (18) para mais uma ação de respeito ao meio ambiente. Cerca de duas toneladas de lixo foram retiradas do leito do Rio Tietê, em Sales.

A ação que começou por volta das 8h contou também com o apoio da Polícia Ambiental. Mergulhadores e pescadores de Potirendaba e várias outras cidades da nossa região participaram da limpeza que aconteceu na prainha de Cervinho, em Sales.

Barcos auxiliaram os voluntários para o transporte dos mergulhadores até o meio do rio e também para a retirada do lixo. Pelo menos dois mil quilos de lixo foram recolhidos.
Latas velhas, tambores de óleo, garrafas petes, rodas de carro, sacos plásticos e até duas bicicletas foram retiradas do fundo do Rio Tietê. Lixo, este, que foi jogado pelo próprio homem e que levaria mais centenas ou milhares de anos para se decompor.

O projeto nomeado Rio Limpo começou há cerca de um ano com a iniciativa de um grupo de amigos pescadores de várias cidades, que, cansado de ver a quantidade de lixo nos rios durante as pescarias, decidiu realizar a limpeza.

“A gente pesca mergulhando e ver esse cenário de lixão no fundo do rio é muito triste e nós que dependemos da natureza, nada melhor que retribuir desta forma para ela, retirando o que os homens depositaram erroneamente lá”, explica um dos pescadores de Potirendaba, José Augusto Octaviani.

A ação do domingo terminou com a arrecadação de dinheiro dos voluntários para a compra de caixas de leite que foram doadas para o Asilo de Sales. De acordo com o grupo, o leite é suficiente para abastecer o Lar por, pelo menos, 40 dias. (Gazeta do Interior)

Da Redação

você pode gostar também