Em entrevista, Lana Del Rey explica o motivo pelo qual não gosta de cantar a música “Ultraviolence”

Lana Del Rey deu uma entrevista para o site NPR e falou sobre como sua mentalidade muda com o tempo, influenciando nas letras de suas músicas. Exemplo disso está em “Ultraviolence”, faixa-título de seu álbum lançado em 2013. “Ele me bate e eu sinto como se fosse um beijo”, canta ela. Hoje, ela não gosta do teor agressivo.

Perguntada se ela se sente diferente ao cantar a música nos dias de hoje, ela foi enfática: “Sim. Agora, não gosto de cantar essa”. Ela explica: “Eu acho que não tinha uma boa referência sobre o que seria um relacionamento realmente estimulante, então eu percebi que iria ter que começar conhecendo outras pessoas que tiveram relacionamentos assim. Eu tive que crescer muito para que essa música não se torne confortável de cantar, mas eu fiz isso”, contou.

A cantora recentemente chegou a alterar a letra da música ao vivo. “Foi uma boa lição para mim, porque acho que quando eu era mais nova eu pensava: ‘Não vou editar minha própria música. Isso é apenas o que saiu’. E agora eu sou tipo, ‘O que diabos eu estou fazendo? Não vou cantar isso’”, completou.

Atualmente Lana Del Rey está em turnê divulgando seu álbum “Lust For Life”.

Da Redação

você pode gostar também