Aposentado tem pescoço cortado durante assalto em Araçatuba

Um casal de amigos foi preso depois de assaltar a casa de um idoso de 80 anos, no bairro Pinheiros, em Araçatuba. O crime ocorreu na madrugada de domingo (11) e os bandidos cortaram o pescoço da vítima com uma faca.
De acordo com informações do boletim de ocorrência, os criminosos, uma mulher de 26 anos e um pedreiro de 42, invadiram a residência do aposentado arrombando a porta dos fundos. O assalto aconteceu por volta de 1h30 da manhã e o idoso dormia no momento da ação.
Os assaltantes foram até o quarto e renderam a vítima. Eles colocaram a faca no pescoço dela e fizeram diversas ameaças. Por conta da força usada, os assaltantes acabaram fazendo um corte superficial de aproximadamente dez centímetros contra o morador.
Os autores levaram uma televisão de 32 polegadas, um aparelho celular, um telefone fixo, além de R$ 13 em moedas. Logo após a fuga, o aposentado correu para a rua e pediu a ajuda dos vizinhos. Os moradores chamaram a polícia, que esteve no local do roubo.
Policiais militares ouviram o depoimento dele e diante das informações das caracterísitcas dos suspeitos começaram a fazer patrulhamento em diversas ruas e bairros de Araçatuba. A vítima chegou a passar por atendimento médico no pronto-socorro, foi medicada e liberada na sequência.
PRISÃO
A prisão dos envolvidos ocorreu aproximadamente dez horas depois do assalto, já durante a manhã de domingo, na rua Vicente de Carvallho, no bairro Umuarama.Policiais militares faziam patrulhamento pelo local quando avistaram um casal suspeito em frente a uma residência. Mais tarde, as equipes descobriram que a casa era da mãe do pedreiro.
Os dois confessaram o crime e foram reconhecidos pelo idoso por meio de fotos. Dentro do imóvel, a polícia localizou a televisão levada na ação, um celular, além da faca utilizada para ferir o aposentado e ameaçá-lo. Os produtos foram devolvidos ao dono. O telefone fixo e o dinheiro não foram encontrados.
A dupla de assaltantes afirmou que praticou o assalto para poder trocar os objetos por drogas, já que são dependentes químicos. Os dois possuíam passagens criminais, mas não eram conhecidos nos meios policiais da cidade. Eles receberam voz de prisão em flagrante por roubo e estão à disposição da Justiça.

você pode gostar também