Repasse do ICMS de Araçatuba aumenta 171,14% em 10 anos

A economia brasileira mostra sinais de recuperação. Em determinados setores a situação ainda é preocupante, mas a receita do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços) mostra que o mercado está reagindo satisfatoriamente. Em janeiro de 2017, Araçatuba recebeu R$ 7.818.294,18 e em janeiro último, recebeu R$ 8.589.977,21, o que representa aumento de 9,87%, bem acima da inflação de pouco menos de 2%. Já em comparação a janeiro de 2009, quando recebeu R$ 3.168.014,09, o aumento foi de 171%, enquanto a inflação no período (IPCA) foi de 70%.

No ano passado, a Prefeitura deixou de receber aproximadamente R$ 68 milhões do total previsto no orçamento. Isso reflete diretamente na execução de programas e obras previstas. Para este ano, pela receita do mês de janeiro, a previsão é de que a situação possa melhorar.

Em 2017, o município arrecadou 468.964.111,09 contra R$ 468.436.586,21 de 2016. O aumento foi de 0,11%, ou seja em dinheiro: 527.524,88. Bem abaixo da inflação. Houve aumento em números absolutos, mas em números reais (considerando a inflação no período), houve queda na receita.

Outros repasses, como compensação por exploração de gás e fundo de exportação também aumentaram em relação a 2017, o que deixa o cenário mais animador em termos de arrecadação.

“Para o ano inteiro de 2018 nos prevemos e queremos que aumente no ano em 17%, seria o ideal, pois somaria o que não foi realizado em 2017 do orçamento (cerca de 12%) mais o aumento do orçamento para o ano de 2018 (cerca de 5%)”, disse o secretário da Fazenda Josué Cardoso.

Da Redação

você pode gostar também