Secretaria de Saúde implanta ponto eletrônico em todas unidades

A partir do mês de fevereiro, todas as unidades de saúde municipais passam a contar com o registro de ponto eletrônico. O registro por biometria será obrigatório nas unidades básicas e nas macros de saúde, na Clínica de Odontologia e no Serviço de Vigilância Epidemiológica, assim como já ocorre nos demais setores públicos.
Durante o mês de janeiro diversas unidades já utilizaram o registro biométrico em fase de testes para implantação. Segundo o secretário de Saúde, Wilson Carlos Braz, neste primeiro mês foi possível detectar possíveis inconsistências no sistema eletrônico e corrigi-los.

O secretário de Saúde e o vice-prefeito Carlos Alberto Feltrin visitaram a Macro I, no Mutirão, onde o ponto eletrônico já foi instalado e está em uso. “Com a instalação, o registro passa a ser obrigatório a todos os servidores. Esta é uma alteração que atende a determinações trabalhistas e traz maior controle das horas trabalhadas de cada servidor”, explica Braz.

O secretário também acrescenta que a biometria é uma preservação de direitos dos servidores, além de uma garantia de cumprimento da carga horária. “Esta é uma garantia para o servidor de que ele cumpriu corretamente sua jornada de trabalho. Além disso, é uma facilidade tecnológica e atende a informatização da folha de pagamento”, afirma.

“Todos os servidores, da área administrativa, de enfermagem, médicos, dentistas, agente de saúde e saneamento, ou seja, toda a equipe passará a registrar a entrada e saída por meio da sua digital cadastrada, assim como já ocorre nos demais espaços públicos”, conta o secretário.

Nas unidades de saúde também foi instalado um circuito de câmeras de monitoramento. “As câmeras foram instaladas próximo aos relógios de ponto e na entrada e saída das unidades. O objetivo é garantir a segurança dos próprios servidores, para preservação dos equipamentos e para o controle do público que acessa a unidade”, finalizou Braz.

Da Redação

você pode gostar também