Encontro de Folia de Reis mantém viva raízes culturais regionais

Conhecer e preservar na memória as raízes culturais regionais de um povo é fundamental para a cidadania. Foi em clima de festa e resgate de identidade que a Prefeitura de Andradina realizou no último sábado (27) o tradicional Encontro de Bandeiras de Folias de Santos Reis. O evento foi organizado pela Secretaria de Cultura.

Seis companhias passaram pelos três arcos até chegarem ao altar do menino Jesus em homenagem aos bem-aventurados Melchior, rei da Pérsia; Gaspar, rei da Índia, e Baltazar, rei da Arábia, os Santos Reis.

“Celebramos uma manifestação popular que é passada de geração para geração. Aqui vemos a importância da participação da comunidade para manter esse patrimônio artístico e cultural”, comentou a prefeita Tamiko Inoue durante a abertura do evento.

O público pode acompanhar a apresentação dos grupos Romeiros de Belém, Unidos de Belém, Herdeiros de Belém, Canarinhos de Belém, Nascimento do Menino Jesus e Estrela Guia (convidada da cidade de Mirandópolis).

Segundo explica o secretário de Cultura, Fabrício Carvalho, os grupos contam com apoio do Governo de Andradina para realizar suas caminhadas, as festas de chegada das bandeiras, trocar fardamentos, reparar instrumentos e participar do Encontro de Bandeiras de forma mais organizada.

O trabalho também vem da Secretaria de Promoção Cidadania e Direitos Humanos e a Coordenadoria de Promoção à Igualdade Racial, que apoiam os foliões que desde janeiro caminham pelos bairros da cidade, por sítios e até municípios vizinhos.

O secretário de Desenvolvimento Agrário, Fernando Magno, que também participa da organização do evento, ressalta que a Folia de Reis é uma forma do Governo de Andradina de garantir a manifestação da tradição, vencendo as intolerâncias, reconhecendo a expressão e dando visibilidade as companhias.

Da Redação

você pode gostar também