DIG prende homem suspeito de cometer sequência de furtos em Araçatuba

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Araçatuba conseguiu identificar e prender um homem identificado pelas iniciais M. R. S. H., de 39 anos, acusado de praticar diversos furtos a estabelecimentos comerciais da cidade há pelo menos um mês.

A prisão ocorreu no início da manhã de quinta-feira (25), na casa do suspeito, localizada na rua Chiquita Fernandes, no bairro Bandeiras. Pouco tempo antes de ser preso, o homem havia furtado um posto de combustíveis no mesmo bairro.

Os delegados responsáveis pelo caso, Antônio Paulo Natal e Alessander Lopes Dias, concederam entrevista coletiva à imprensa durante a tarde de ontem. De acordo com a polícia, o suspeito foi identificado por meio de imagens do circuito de monitoramento dos alvos furtados.  As equipes de investigadores conseguiram encontrá-lo no banco de dados da Polícia Civil, já que o criminoso tinha passagens policiais, também por furto.

Segundo Antônio Paulo Natal, com todas as informações reunidas, a Justiça concedeu mandado de busca e apreensão na residência do desempregado. “A polícia percebeu que em todos os furtos sempre o mesmo homem aparecia nas imagens, agindo sozinho e durante a madrugada. Em alguns locais, ele chegou a furtar mais de duas vezes. A partir disso, conseguimos o mandado de buscas e conseguimos prendê-lo em flagrante”, concluiu.

A prisão em flagrante ocorreu porque cerca de duas horas antes o homem furtou um posto de combustíveis localizado na rua Cussy de Almeida. Nas imagens de monitoramento é possível ver quando o criminoso chega ao estabelecimento comercial e em 30 segundos invade o local forçando uma porta de vidro, vai até o caixa, pega uma gaveta da caixa registradora e foge na sequência com ela ainda em mãos. Lá dentro havia a quantia de R$ 150 em dinheiro.

SEQUÊNCIA DE FURTOS

O bandido já tinha agido várias vezes no mesmo posto e em outros espalhados pela cidade. Além disso, o acusado confessou pelo menos mais dez furtos a estabelecimentos comerciais, como restaurantes, empresas de computadores, escritórios e outros comércios em geral.

“Nós desconfiamos que os furtos passem de 15, porque muitas vítimas não registraram boletim de ocorrência. Agora estamos fazendo uma triagem, entrando em contato com essas pessoas para identificação de mais furtos, conforme o preso vai nos confessando as ações”, acrescentou o delegado.

DROGAS

Ainda de acordo com a polícia, o desempregado é usuário de drogas e trocava os produtos e dinheiro levados durante os furtos por crack, além de pagar dívidas de drogas com traficantes.

Foi requisitada a prisão preventiva do homem. Ele permaneceu preso por furto qualificado e passará por audiência de custódia no Fórum local na manhã desta sexta-feira (26). Dependendo da decisão do juiz, o suspeito será encaminhado para a cadeia pública de Penápolis.

você pode gostar também