Saúde vai fazer novo chamamento para gestão do Hospital da Mulher

A Santa Casa de Misericórdia de Birigui e a Associação Brasileira de Beneficência Comunitária (ABBC), únicas habilitadas no chamamento público da Secretaria da Saúde Araçatuba para gestão do Hospital da Mulher, foram desclassificadas por não atingirem a pontuação mínima. Agora, novo chamamento público deverá ser feito. Porém, não há prazo para que isso ocorra.

O Hospital da Mulher suspendeu os serviços de parto (natural e cesareanas) no início de setembro do ano passado, passando este atendimento emergencialmente para a Santa Casa. No local ficaram apenas os serviços de Banco de Leite e mamografia.

Pouco tempo depois foi feito o primeiro chamamento público. O primeiro certame foi cancelado devido à falta de documentação necessária por parte das instituições que entraram na concorrência. Seis organizações de saúde se interessaram e realizaram visita técnica no hospital para preparar suas propostas. Desse total, três entregaram envelopes à prefeitura. Das propostas recebidas, uma OS não foi credenciada e as outras duas, foram inabilitadas por falta de documentação. Foi concedido prazo, mas nenhuma apresentou a documentação exigida.

O segundo chamamento foi no início de novembro para apresentação dos envelopes até o dia 12 de dezembro. Três organizações de saúde apresentaram envelopes no processo de habilitação. Apenas a Santa Casa de Misericórdia de Birigui e a Associação Brasileira de Beneficência Comunitária (ABBC) foram habilitadas por possuírem a documentação necessária para oferecer as propostas para a gestão do hospital.

No início de janeiro, as duas instituições apresentaram outro envelope com propostas de trabalho. A comissão se reuniu e decidiu pela desclassificação das duas instituições. “Serão desclassificadas as propostas que: a) Não atingirem uma pontuação total mínima de 70 pontos e que não alcançarem 70% do total possível de cada um dos critérios: 01 – Atividade, 02 – Qualidade e 03 – Qualificação Técnica”, justificou a comissão na ata da reunião.

TRABALHO

A Secretaria da Saúde informou que desde setembro, quando a Santa Casa iniciou o atendimento, foram feitos 258 partos. O investimento do município até o momento foi de R$ 960.482,03. No total, entre partos, tratamentos clínicos, atendimentos ambulatoriais e outros procedimentos), foram prestados 2253 serviços.

PRAZO

Por meio de nota, não determinou prazo para novo chamamento. “Deverão ser obedecidos todos os prazos legais pertinentes ao processo”.

DA REDAÇÃO – Araçatuba

você pode gostar também