Pai e filho são presos após matar vigilante com requintes de crueldade

Um caso envolvendo mulher terminou de forma trágica em Pereira Barreto, cidade a 131 quilômetros de Araçatuba. Um vigilante, de 49 anos, foi morto com requintes de crueldade durante a noite de domingo (21). O autor e o filho foram presos em flagrante após o crime.

Segundo informações da Polícia Militar, a vítima trabalhava cuidando da reforma de uma UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro Cohab. O autor das facadas procurou primeiramente a ex-mulher, com quem o vigilante mantinha um relacionamento amoroso atualmente.

Ela contou em depoimento que o suspeito chegou à casa dela bastante alterado e armado com um facão. Ele fez diversas ameaças de morte e deu várias facadas em um colchão. Antes de ir embora, o homem revelou que iria até o serviço de Lincoln Josué de Oliveira para matá-lo e esquarteja-lo.

O autor foi até ao local com o filho, de 23 anos, e durante uma discussão os dois esfaquearam Oliveira no peito, barriga, pescoço e costas usando o facão. A vítima quase teve o pescoço degolado pela violência dos golpes.

PRISÃO

Logo em seguida, a dupla fugiu. Diante do depoimento da namorada do vigilante, a PM conseguiu chegar até a residência dos agressores. No momento da abordagem estava apenas o pai, também de 49 anos. Ele estava com uma toalha enrolada nas mãos por conta dos cortes que também sofreu enquanto assassinava o desafeto. A arma usada no crime estava escondida nos fundos da residência e ainda continha marcas de sangue.

Ele foi levado até a delegacia, onde o delegado plantonista decidiu manter a prisão dele por Homicídio. O indiciado passou pela audiência de custódia durante a manhã de segunda-feira (22) e teve a prisão revertida para preventiva. Ele já está na cadeia pública da cidade.

O filho do homem foi encontrado também na segunda-feira, aproximadamente 12 horas depois do crime, por equipes da Polícia Militar. Ele recebeu voz de prisão e é apontado nas investigações como coautor do homicídio. Um inquérito foi instaurado para investigar o caso.

você pode gostar também