Penápolis terá 300 moradias populares em 2018

Foi assinado, na última sexta-feira (15), o contrato para a construção de 300 moradias populares através do Programa Minha Casa Minha Vida. A construção das casas já foi iniciada pela Lomy Engenharia e a entrega está prevista para 2019. O programa beneficiará famílias que se enquadram na Faixa I, com renda de até R$1.600,00.

O contrato foi assinado no gabinete da Prefeitura de Penápolis e contou com a presença do prefeito Célio de Oliveira, do vice-prefeito Carlos Alberto Feltrin, do superintendente da Caixa Econômica Federal, José Paulo Gomes de Amorim, do gerente da CEF de Penápolis, Alexander Nogueira, e da proprietária da Lomy Engenharia, Rogéria Souza Ramos.

Também estiveram presentes vereadores, secretários municipais e demais convidados. O prefeito destacou que esta é uma conquista extremamente importante para a população.

“Em 2017, somente duas cidades paulistas foram selecionadas para projetos do Programa Minha Casa Minha Vida, sendo Penápolis uma delas. Em um momento de revisão do programa e de cortes de gastos no governo federal, a cidade tem muito a comemorar com esta conquista”, afirmou.

O superintendente da Caixa Econômica Federal, José Paulo Gomes de Amorim, contou que este é um investimento de mais de R$25 milhões, entre a aquisição da área e a construção das moradias. “A previsão é que em até 18 meses, ou seja, até junho de 2019, o residencial esteja finalizado”, disse. As residências serão construídas pela empresa Lomy Engenharia ao lado do Residencial Gimenes.

Segundo explicou o prefeito Célio de Oliveira, todo o processo de seleção das famílias beneficiárias será realizado em 2018. “A Caixa Econômica Federal fará toda a orientação e seleção das famílias, de acordo com os critérios estabelecidos pelo Programa Minha Casa Minha Vida, para as famílias da Faixa I, com renda até R$1.600, as prestações são de no máximo R$85,00”, concluiu o prefeito.

você pode gostar também