Gestores encaminham documentos no DNIT e buscam recursos em Brasília

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

Recursos do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal poderão ser usados para solucionar grandes problemas em Três Lagoas. Uma chance do recurso ser liberado surgiu recentemente e levou o prefeito Angelo Guerreiro, o presidente da Câmara André Bitencourt e o vice-prefeito Paulo Salomão a Brasília para reuniões preliminares. “Ainda não podemos garantir que os recursos serão liberados, temos um longo caminho a seguir, mas estamos confiantes”, disse o prefeito.

Outra reunião importante em Brasília aconteceu no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes -DNIT.  O prefeito, o vice e o presidente da Câmara discutiram e realizaram, junto aos técnicos do órgão, ajustes no documento a ser publicado no Diário Oficial da União cedendo oficialmente a área da NOB para o Município. Conforme o presidente da Câmara, “são detalhes importantes que precisavam ser revistos antes da publicação”. Conforme o prefeito, os ajustes foram poucos, mas importantes. “Precisávamos discutir algumas mudanças para que o município possa cumprir o que foi proposto e não causar nenhum problema futuro”, concluiu Guerreiro.

Todos os documentos exigidos pelo DNIT foram entregues nesta terça-feira, 5 de dezembro, o termo foi elaborado e assinado pelas partes e, segundo Angelo Guerreiro, a publicação deverá acontecer nos próximos dias.

Os gestores da Prefeitura e da Câmara estiveram também no Congresso Nacional, onde conversaram com o superintendente da Polícia Rodoviária Federal Luiz Antônio Ehret Garcia sobre a administração do perímetro urbano de Três Lagoas.

Senado Federal

Conversaram também com Senador Pedro Chaves, quando Guerreiro tratou, principalmente, sobre a liberação de recursos de sobras que sempre acontecem nos finais de ano. Falou também sobre a revitalização da igrejinha de Santo Antônio, entre outros recursos.

O vice-prefeito Paulo Salomão lembrou da parceria salutar entre a Prefeitura e a Câmara na busca por recursos dos governos estadual e Federal. “Essa parceria dá agilidade em todos os processos que visam o desenvolvimento de Três Lagoas”, disse Paulo Salomão.

você pode gostar também