Dados sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis pautam evento de prevenção

Por meio da divulgação de dados, e também, de depoimento de uma portadora do vírus HIV, a Câmara promoveu a Semana Prevenção das IST/Aids. Na noite de quarta-feira (29) ocorreu a solenidade de abertura. O vice-prefeito, Paulo Salomão; a secretária municipal de Saúde, Angelina Zuque, os vereadores Sirlene dos Santos Pereira, Luciano Dutra e professor Flodoaldo participaram do ato.

A solenidade ainda teve a participação dos médicos Susie Donero (psicanalista), o infectologista e palestrante da noite, Delso do Nascimento e da especialista em doenças infecciosas e parasitárias, Clarice Souza Pinto.

Na oportunidade, a vereadora Izabel Cristina, propositora do evento, apresentou dados sobre a AIDS, em Três Lagoas.

O dia 1 de dezembro, Dia Internacional de luta contra a Aids, foi destacado pela vereadora Izabel Cristina. O laço vermelho é visto como símbolo de solidariedade e de comprometimento na luta contra a Aids. O projeto do laço foi criado, em 1991, pela Visual Aids, grupo de profissionais de arte, de New York, que queriam homenagear amigos e colegas que haviam morrido ou estavam morrendo de aids.

Dados
Conforme dados do Programa Municipal IST/AIDS e Hepatites Virais de Três Lagoas, em 2016, foram 83 novos casos (27 mulheres e 56 homens) e neste ano, até agora, são 89 (58 homens e 31 mulheres).

De 2009 a 2017, ocorreram 228 mortes de portadores de HIV.

Sobre a faixa etária de pessoas com Aids, na cidade, a vereadora chamou atenção para o vírus, entre jovens. A maioria dos casos foi registrado em pessoas com idade variando de 20 a 30 anos, 37 casos. Outros 26 casos, foram registrados em pessoas com idade variando em 31 anos a 40 anos.

Raiza Medeiros que descobriu ser portadora do vírus HIV há um ano, também deu um depoimento. Ela relatou que contraiu o vírus de um ex-namorado, alguém que confiava e que teria passado para ela propositalmente.

Raiza, que é atleta, afirma que segue o tratamento recomendado e leva uma vida normal, no entanto, frisou que o preconceito existe. É uma realidade para muitos portadores.
Palestra

A abertura da Semana Prevenção das IST/AIDS também foi marcada pela palestra do médico Delson do Nascimento. Ele fez uma abordagem sistematizada sobre o HIV e as Hepatites Virais.

Os temas em destaque na palestra do especialista foram sobre dados atuais do HIV/AIDS, no mundo; a situação atual no Brasil; além de enfatizar formas de contágio e prevenção.
Neste sentido, o palestrante respondeu as perguntas dos participantes, após a explanação.

Da Redação

você pode gostar também