Atlético torce por feito de brasileiros na Libertadores e Sul-Americana que ocorreu apenas uma vez

A tão sonhada vaga para a Copa Libertadores, que estava próxima do Atlético após a vitória contra o Coritiba, ficou mais distante no último domingo com o empate diante do Corinthians, em São Paulo. Agora, o Galo, além de ter que vencer o Grêmio em seu último compromisso no ano, terá que torcer por uma combinação de resultados para alcançar o G7 do Campeonato Brasileiro, ou então se apegar a um feito que não acontece há cinco anos: brasileiros ganhando a Libertadores e Sul-Americana, respectivamente.

São os casos de Grêmio e Flamengo, que disputam a final da Libertadores e a semi da Sul-Americana, respectivamente. Caso conquistem os torneios continentais, o G7 se transformaria em G9 e tornaria mais fácil a briga do Atlético pela vaga. A única vez que brasileiros conquistaram as duas principais competições das Américas foi em 2012, quando o Corinthians conquistou a Libertadores em cima do Boca Juniors, e o São Paulo, meses depois, faturou a ‘Sula’ diante do Tigre-ARG.

A finalíssima da Libertadores acontece nesta quarta-feira, na Argentina. Como venceu o jogo de ida, em Porto Alegre, por 1 a 0, o Grêmio precisam apenas de um empate contra o Lanús para faturar o tricampeonato da competição. Imediatamente, o G7 do Brasileirão se transformaria em G8. Já no caso do Flamengo, que venceu o Junior Barranquilla-COL no jogo de ida, no Maracanã, por 2 a 1, entra em campo pela partida de volta na quinta. Caso não perca, o Rubro-Negro enfrentará Libertad-PAR ou Independiente-ARG na decisão da Sul-Americana. A grande final acontece no dia 13 de dezembro.

O que o Atlético precisa para alcançar o G7 de forma direta? E em caso de G8 e G9?

Vasco, Botafogo e Chapecoense também brigam pelas duas últimas vagas (até então) da Libertadores, além do Flamengo, que pode conquistar a vaga direta vencendo a Sul-Americana. Para alcançar o G7, o Atlético precisa que o Rubro-Negro perca (ou empate, caso o Galo vença o Grêmio por improváveis oito ou nove gols de diferença). Tropeço do Vasco para a rebaixada Ponte Preta também é necessário.

Na oitava posição, o Botafogo não pode vencer o Cruzeiro, no Nilton Santos. Para ultrapassar a Chapecoense, o Galo dependeria de um tropeço dos catarinenses em casa contra o Coritiba, que briga contra o rebaixamento.

Dessa forma, a possibilidade de as nove equipes mais bem colocadas no Campeonato Brasileiro se classificarem para a Copa Libertadores animam o Atlético. Para ficar no mínimo em nono, basta vencer o jogo no Independência e torcer para Vasco, Botafogo ou Chapecoense tropeçarem.

Jogos que interessam ao Galo na última rodada (todos no domingo, às 17h)

Botafogo x Cruzeiro – Nilton Santos
Vasco x Ponte Preta – São Januário
Vitória x Flamengo – Barradão
Chapecoense x Coritiba – Arena Condá

Da Redação

você pode gostar também