Flamengo confirma fratura na clavícula de Diego Alves após vitória na Sul-Americana

O Flamengo saiu na frente na semifinal da Copa Sul-Americana ao vencer o Junior Barranquilla por 2 a 1, de virada, na noite desta quinta-feira, no Maracanã. No entanto, nem tudo foram boas notícias para o time rubro-negro, que tem um desfalque certo para o jogo de volta, na Colômbia, na próxima quinta-feira: Diego Alves.

O goleiro foi substituído ainda no primeiro tempo do jogo de ida no Maracanã após ter se chocado com o meia Yony González. O jogador da equipe colombiana tentou encobrir o arqueiro do time carioca, mas os dois acabaram trombando e o jogador flamenguista levou a pior no lance, tendo que deixar o gramado.

O reserva da posição, Alex Muralha, entrou em campo, apesar das vaias de parte da torcida flamenguista, e contou com a confiança do técnico Reinaldo Rueda – que reagiu pedindo calma e apoio aos fãs.

No entanto, o goleiro levou certo azar pouco depois de pisar no gramado. Em seu primeiro lance no jogo, ele não conseguiu evitar o gol do Junior Barranquilla, marcado por Téo Gutierrez após cruzamento rasteiro vindo da esquerda. No entanto, ele conseguiu fazer algumas defesas ao longo da partida que, com os gols de Juan e Felipe Vizeu na segunda etapa, garantiram o resultado positivo para o Flamengo.

A equipe rubro-negra informou logo após a partida que Diego realizou exames que constataram uma fratura na clavícula, e que ele deverá ser reavaliado pelos médicos do clube nesta sexta-feira para que seja verificada a necessidade de cirurgia no local.

Provavelmente com Muralha no gol, o Flamengo disputa o jogo de volta da semifinal da Copa Sul-Americana na próxima quinta-feira, às 22h30 (horário de Brasília), na Colômbia, podendo até empatar para se classificar à decisão. Antes, no entanto, enfrenta o Santos neste domingo, às 19 horas, no Rio, pelo Campeonato Brasileiro, na luta por uma vaga na Copa Libertadores.

Da Redação

você pode gostar também