Após se destacar no Náutico, Busatto revela que empresário foi procurado para renovar

Se a últimas rodadas do Náutico na Série B do Brasileiro 2017 não têm representado mais oportunidades de livrar a queda já decretada para a terceira divisão, ao menos, funcionaram de certa forma como um laboratório para a próxima temporada. Foi o caso do goleiro Busatto. Em campo por somente dois jogos, destacou-se e ganhou elogios do técnico Roberto Fernandes. Seu contrato se encerra com o fim da temporada, no próximo sábado, mas a permanência no clube da Rosa Silva interessa ao arqueiro, que já teve seu empresário procurado pelo clube.

“Já foi passado para meu empresário que o Náutico tem interesse sim em permanecer comigo e eu tambem tenho esse interesse de continuar no Náutico. Sei do tamanho da camisa do Náutico e que não é um clube para estar na Série C. Então está em fase de negociação”, afirmou o goleiro.

Contratado no início de setembro, Busatto amargou o banco de reservas até conseguir uma oportunidade em campo por conta das férias adiantadas de Jeferson, titular. Enfrentou Criciúma e Vila Nova, obtendo um empate e uma derrota, e estará mais uma vez debaixo das traves do Timbu, agora pelo último jogo da temporada, contra o Luverdense, às 16h30 (horário do Recife) do próximo sábado.
Por esse motivo, o foco do goleiro agora é principalmente no confronto. Ainda que não signifique uma possibilidade de salvação para o clube neste ano, é importante para recomeçar os trabalhos com uma última vitória. “Meu foco é na partida do Luverdense para fazer um grande jogo. Nosso objetivo é buscar a vitória porque a gente tem que começar a pensar no próximo ano com uma vitória no último jogo”, disse.
Em disputa com Jeferson pela titularidade no próximo ano, Busatto ressalta a partida também como fundamental para aqueles que querem buscar espaço no time. “Acho que tem muita gente ganhando oportunidade agora, mostrando seu trabalho e esse jogo é fundamental para quem tem esse pensamento, que é o meu caso também. A gente tem que provar alguma coisa em todo jogo”, afirmou.

Da Redação

você pode gostar também