Número de acidentes com escorpião é cinco vezes maior que o de dengue em Araçatuba

Araçatuba já contabiliza neste ano 423 casos de acidentes com escorpião, conforme atualização do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). O número é cinco vezes maior que o total de infectados por dengue, que até o momento somam 87 pessoas, e representa um crescimento de 18% com relação a outubro, quando a última atualização apontou 345 acidentes com o animal peçonhento.

Em menos de um mês foram 78 novos casos com escorpião na cidade, quase o dobro da quantidade de picadas registradas em outubro, que foram 40. Até o momento o volume de ocorrências com escorpião neste ano é 42,7% maior que o total de 2016, quando 242 acidentes foram registrados pelo CCZ do município.
Segundo dados da Prefeitura foram mais de 10 internações por acidentes escorpiônicos e um óbito confirmado, da menina Silvia Cristina Pereira da Silva, picada no pé quando saia com a mãe de uma igreja próxima à Rua dos Fundadores, em 15 de setembro. O CCZ realiza ações ininterruptas de combate aos escorpiões com equipe que trabalha diariamente atendendo chamados relacionados à presença do animal peçonhento nas residências e fazendo vistorias nos entornos.
Problema
Com o aumento dos casos de acidentes, a população deve continuar atenta à limpeza de quintais e terrenos baldios. Essa é a forma indicada pela Prefeitura Municipal para combater a presença dos escorpiões em toda a cidade. Locais com entulho, tijolos e madeira são propícios para criadouros de escorpiões.

Áreas como o final da Avenida Joaquim Pompeu de Toledo, no bairro Vila Nova, cotidianamente recebem descarte irregular de entulhos e lixo, colocando em risco a vida de moradores das proximidades. Além do mato alto em terrenos municipais e particulares, o material descartado torna o local mais propício a se tornar esconderijo do animal peçonhento.

A Vigilância Epidemiológica orienta que, além de evitar o acúmulo desses materiais em casa e em terrenos, a população deve tampar ralos, pias e canos, limpar periodicamente caixas de gordura e desencostar móveis das paredes.

Da Redação

você pode gostar também