Katy Perry tem visto negado e não participará do desfile da Victoria’s Secret, afirma jornal

A produção do Victoria’s Secret Fashion Show está tendo uma enorme dor de cabeça para resolver poucos dias antes da gravação do evento.

De acordo com o site Page Six, ligado ao conglomerado do New York Post, Katy Perry e outras modelos importantes para a marca – como Gigi Hadid – tiveram seus vistos negados pelo Governo Chinês e não participarão do evento que será filmado na próxima segunda-feira (20/11).

“Fontes disseram com exclusividade ao Page Six que a , cantora de ‘Swish Swish’ solicitou o visto para entrar na nação comunista, mas lhe foi negado pelas autoridades chinesas. Apesar de inicialmente terem dito que ela poderia conseguir acesso, a decisão foi aparentemente revertida depois do governo relembrar um momento polêmico em 2015 quando Katy usou um vestido de girassóis durante uma performance em Taipei, capital de Taiwan. O figurino foi considerado uma ultraje já que o girassol foi escolhido por protestantes anti-China como símbolo um ano antes”, diz a matéria.

“Para todo artista que pretende cantar na China, as autoridades vasculham suas redes sociais e o que foi falado sobre ele na imprensa para saber se algum dia fez algo que ofendesse ao país. O Maroon 5 foi banido há alguns anos porque um dos integrantes desejou parabéns ao Dalai Lama no Twitter”, continua a matéria. De acordo com o Page Six, Katy foi substituída por Harry Styles, que só foi convidado a participar após os problemas diplomáticos.

Algumas das modelos também não poderão participar. Gigi Hadid, por exemplo, teria sido banida por causa de uma publicação no Instagram em que ela segurava um biscoito parecido com Buda e imitava a figura religiosa apertando os olhos. O vídeo causou polêmica na época e foi deletado após a modelo ser acusada de racismo.

Da Redação

você pode gostar também