Confusão em família resulta no assassinato da pessoa errada

O que seria uma simples briga de marido e mulher, envolvendo Sthefani Karoline Apolinário, 20 anos e o marido, Adenir Gustavo Moreira de Oliveira, transformou-se em uma tragédia familiar. O pai de Adenir, o comerciante Arlindo Martins de Oliveira, 63 anos, foi assassinado a tiros e o suspeito é um adolescente de 15 anos. A irmã de Sthefani, Flávia Jéssica Apolinário, 26 anos, o seu pai, Jean Carlos de Souza Apolinário, 44 anos e seu amigo, Márcio José dos Santos, 39 anos, foram presos em flagrante por participação no crime, ocorrido em Engenheiro Taveira, na tarde de quinta-feira. Tudo começou porque Adenir teria agredido a mulher, Sthefani Karoline.

Os policiais relataram que foram acionados devido disparos de arma de fogo em Engenheiro Taveira. Logo receberam informação de que duas pessoas envolvidas estavam em um Golf transitando pela Caram Rezek sentido Araçatuba. Os policiais foram para a rodovia e abordaram os ocupantes. No carro estavam Jean Carlos de Sousa Apolinário e o pedreiro Márcio José dos Santos. Nada de ilícito foi encontrado. Porém, ambos tem passagens por homicídio e porte ilegal de arma. Como os policiais tinham informação da participação dos dois, conversaram isoladamente e Márcio Santos confessou que Apolinário o convidou para irem a Engenheiro Taveira buscar a sua filha que tinha apanhado do marido. Porém, ele ressalvou que ficariam apenas como segurança do adolescente e de Flávia Jéssica, que viajaram em outro veículo. Os dois foram presos.

Posteriormente, os policiais foram até a residência de Flávia Jéssica, onde também estava Sthefani Karoline. Na frente da casa estava estacionado um veículo Línea, que foi visto na cena do crime. Flávia relatou aos policiais que à tarde ela foi com seu irmão a Engenheiro Taveira para buscar Sthefani. Já em Taveira, segundo relato de Jéssica aos policiais, Sthefani entrou no carro, mas seu irmão desembarcou com revólver em punho e disparou contra o comerciante Arlindo Oliveira.

Os policiais foram até Engenheiro Taveira e por meio de foto, testemunha reconheceu o adolescente. Além disso, a testemunha disse que foram dois carros, sendo um com Flávia Jéssica e o adolescente e outro com os dois homens, que não chegaram a desembarcar do carro. Ficaram a certa distância e só deixaram o local após a saída dos irmãos.

Flávia Jéssica, Jean Carlos e Márcio Santos foram presos.

ANTÔNIO CRISPIM  – Araçatuba

você pode gostar também