Mano relaciona crescimento de Raniel à saída de Ábila: “Ganhou mais espaço”

O técnico Mano Menezes disse que a saída do atacante Ramón Ábila do Cruzeiro foi um dos fatores que colaborou para o crescimento do jovem Raniel, de 21 anos. Com a negociação do centroavante argentino com o Boca Juniors, o ex-atleta do Santa Cruz passou a ganhar mais oportunidades de jogar.

“O que foi extremamente importante para a parte final do crescimento de Raniel foi o espaço de aproveitamento, que antes era menor com o Ábila por tudo que significava o Ábila para a gente pela marcação dos gols importantes. Na verdade, o Raniel era a terceira opção. Com a saída de Ábila, ele passou para segundo, e ganhou mais espaço. E em alguns momentos ele passou para primeiro em função dos méritos e do seu aproveitamento. É importante isso na elaboração de um elenco, da ideia quando faz o planejamento, não adianta só subir, botar no grupo e não dar espaço. Tem que ter espaço para evoluir, para jogar. Vai evoluir quando entrar, errar, acertar, amadurecer, ganhar entrosamento, experiencia, a partir de um determinado momento foi mais possível para ele”, afirmou o técnico Mano Menezes.

Raniel vive o melhor momento da sua curta carreira profissional. Em poucos jogos com a camisa celeste, já marcou quatro gols: contra Chapecoense, em jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, Sport, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, Grêmio, pelas quartas de final da Primeira Liga, e novamente diante da Chape, pela 23ª rodada do campeonato Brasileiro.

O jovem atacante briga por uma vaga no ataque para a decisão da Copa do Brasil contra o Flamengo, no dia 27 de setembro, no Mineirão. Com Sobis suspenso, Mano avalia escalar Arrascaeta na posição, embora seja a opção menos provável. Sassá não pode atuar pelo Cruzeiro, porque já defendeu o Botafogo na competição.

Da Redação

você pode gostar também