Dise prende casal por tráfico de droga

Um casal foi preso em flagrante acusado de comandar um esquema de venda de drogas pelo telefone em Araçatuba. O serviço de comércio de entorpecentes era conhecido como ‘ disk droga’ e foi desmantelado pela Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), na quarta-feira (30). Os policias civis já vinham investigando o casal há algum tempo por suspeita do delivery de drogas.

Por meio de mandado de busca e apreensão, expedido pela Justiça de Araçatuba, a residência do casal foi revistada. A casa fica na rua Rotary Club, bairro Morada dos Nobres. No local, os policiais surpreenderam a mulher, identificada pelas iniciais R.F., 40 anos, e o amásio dela, M.F.S., 30 anos.

Durante as buscas, os policiais encontraram 95 pinos de cocaína, já prontos para a venda. Sete porções estavam escondidas na meia do acusado.

Outros 15 pinos estavam camuflados sobre a geladeira e outros 73 em um esconderijo no tanque de lavar roupas. Também foram apreendidas porções soltas, ainda em pedra, de cocaína, além de uma munição de calibre 38 e R$ 389 em dinheiro. Os policiais apreenderam o celular usado pelos clientes para fazer a encomenda de cocaína.

Durante o mandado de busca, os policiais observaram que os clientes faziam pedidos aleatórios de lanche, camisetas, perfume, mas tudo era referência para a quantidade de pinos a serem entregues.

A investigação apontou que o acusado usava uma motocicleta para fazer as entregas, em vários pontos da cidade. Para despistar a polícia, o acusado usava roupas velhas como se fosse trabalhador da construção civil.

Em alguns casos, principalmente durante a noite, os dois saíam para fazer a entrega acreditando que seria mais difícil a polícia abordar um casal do que um homem sozinho numa moto.

O casal foi apresentado no plantão policial e autuado em flagrante por tráfico de drogas. A motocicleta foi apreendida. A ação contou com a participação dos investigadores Júnior, Alexandre, André, Igor e Daniel. (Regional Press)

DA REDAÇÃO – Araçatuba

você pode gostar também