Estudantes de Três Lagoas conquistam 3º posição na Olimpíada Nacional de História

Representando Três Lagoas e o estado de Mato Grosso do Sul a nível nacional, os estudantes três-lagoenses Mariana de Oliveira Risso, 17 anos, Luiz Felipe Biancolin, 17 anos e Lígia Maurino de Almeida Prado, 16 anos, do 3º ano do colégio UniTrês Objetivo, conquistaram no último dia (20), medalha de bronze na terceira posição da 9ª edição da Olímpiada Nacional de História, organizada pela Unicamp. Dos 310 participantes, 75 ganharam medalhas, 15 de ouro, 25 de prata e 35 de bronze.

A Olimpíada Nacional de História aconteceu em Campinas- SP nos dias 19 e 20 de agosto e teve como objetivo prestigiar e premiar estudantes a aplicarem na prática o que aprenderam na escola na disciplina de História.

A equipe foi dividida em grupo para resolver uma prova dissertativa sobre temas relacionados à história em geral. Foram aproximadamente três horas de avaliação. Questões sobre “Diretas Já”, “Meritocracia” e “Negros na Universidade”, foram os temas propostos para o grupo três-lagoense.

Conforme a estudante, Mariana Risso, sua equipe foi à primeira do estado de Mato Grosso do Sul a receber uma medalha em todas as outras edições da Olímpiada. De acordo com ela, o resultado só foi possível, pois a unidade escolar e corpo de professores se empenharam e acreditaram na equipe classificada. “Se não fosse o suporte dos professores, nós não teríamos conseguido. Tudo isso foi possível graças ao empenho dos alunos e professores. Ganhar essa medalha representando um estado que não é tão visado como ganhadores de medalha, foi satisfatório. É possível ganhar sim, desde que o estudante corra atrás do seu objetivo”, declara.

Mariana Risso, também deixa um importante recado para os estudantes que gostam de história e que estão se preparando para o próximo ano. De acordo com ela, o medo não pode impedir um sonho de ser realizado. “Eles não podem ter medo de participar da Olímpiada, porque tem muito estudante que gosta da matéria, mas fica com medo e receio do resultado que vai obter. Se você gosta da matéria e acha que vai agregar em alguma coisa, tem que correr atrás sim. É obvio que precisa de muito empenho e dedicação para participar de uma competição como essa”, destaca.

Orgulho

A diretora do colégio Unitrês Objetivo, Vânia Cristina Belico Proni, destacou a importância na conquista da medalha com o apoio da equipe de professores. “Foi um grande feito. Já estávamos satisfeitos só dos alunos participarem dessa edição, pois eles foram os únicos representantes de Mato Grosso do Sul. Ficar em terceiro lugar a nível nacional é uma conquista imensa, tanto para o estado, quanto para a nossa escola. Nós temos excelentes alunos e excelentes professores”, define.

Ainda conforme a diretora, nesta semana uma coletiva de imprensa será feita com os estudantes que participaram da Olímpiada, para responderem perguntas, tirar dúvidas e incentivar outros alunos a participarem da próxima edição da competição. “Essa atividade envolve estudantes do 7º ano ao 3º colegial, para que eles expliquem como foi essa experiência e toda a emoção em participar dessa Olímpiada. O propósito é estimular os alunos a partir do 8ª ano a fazerem inscrição e realmente participar de um evento tão importante como este”, ressalta.

Da Redação

você pode gostar também